Paraná Extra

Rocha Loures fica em silA?ncio no interrogatA?rio da PF

O ex-deputado federal paranaense e ex-assessor do presidente Michel Temer, Rodrigo Rocha Loures (PMDB), preferiu ficar em silA?ncio no primeiro interrogatA?rio A� PolA�cia Federal, nesta sexta-feira (9), em BrasA�lia, desde que foi preso no A?ltimo sA?bado (3). Loures foi preso por determinaA�A?o do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Edson Fachin, depois de ser flagrado e filmado pela PF carregando uma mala com R$ 500 mil em propina entregue por executivo do frigorA�fico JBS. O Termo de DeclaraA�A�es da PF revela que Richa Loures, “por orientaA�A?o da sua defesa tA�cnica”, decidiu lanA�ar “mA?o do direito de permanecer em silA?ncio”. AtA� a A?ltima quarta-feira, o ex-deputado estava preso na carceragem da PF em BrasA�lia, quando foi transferido para o Complexo PenitenciA?rio da Papuda, tambA�m na Capital Federal. Ele estA? detido no mesmo bloco que abriga polA�ticos condenados, ex-policiais e detentos com ensino superior a�� os chamados presos “vulnerA?veis”, e divide uma cela com outros oito presos. O bloco abriga entre outros presos o ex-senador Luiz EstevA?o e o doleiro LA?cio Funaro, apontado pelo MinistA�rio PA?blico Federal como “operador” do PMDB do ex-deputado federal Eduardo Cunha (RJ), preso desde o final do ano passado em Curitiba.

Deixe uma resposta