Paraná Extra

Aproveitando epidemia, criminosos usam celular para aplicar golpes

Pelos menos 19 tipos de golpes já foram identificados pela Polícia Civil envolvendo a pandemia de coronavírus. Os criminosos utilizam o nome de grandes marcas e prometem informações sobre a doença, além de distribuição de álcool em gel, por exemplo. Dessa forma, a vítima acaba oferecendo dados que podem ser usados para clonagem de cartões e de aplicativos de conversas.

De acordo com o delegado Emmanoel David, da Delegacia de Estelionato de Curitiba, orienta a população para que não clique em links enviados via aplicativos de mensagens, mesmo que tenha sido encaminhado por um conhecido.
Segundo o delegado, em Curitiba ainda não há casos registados de golpes. A recomendação, caso a pessoa caia no golpe, é registrar o boletim de ocorrência de forma virtual, já que os serviços da Polícia Civil estão restritos, justamente por causa da pandemia. Produzir e guardar provas também é importante.
Caso tenha efetuado algum depósito bancário, é preciso também registrar o número da conta para onde foi enviado o dinheiro.

De acordo com uma pesquisa do DFNDR Lab, um laboratório especializado em segurança digital, cerca de 42,5 milhões de brasileiros já receberam ou acessaram notícias falsas sobre a Covid-19. A recomendação é buscar sempre por fontes oficiais de informações e não reencaminhar mensagens sem ter certeza da veracidade dos dados constados.

(Bandnews)

Deixe uma resposta