Paraná Extra

As lições de 2020

Claudio Henrique de Castro

1.       Juntar-se ao lado de Bolsonaro nas eleições de 2020 não foi uma boa ideia, nem será em 2022;

2.       A mentira tem perna curta;

3.       O desemprego de 15 milhões de pessoas é implacável e o endereço da culpa é o Ministério da Economia, na Esplanada dos Ministérios;

4.       Toda a política brasileira é refém do Centrão;

5.       Os políticos vitoriosos são os que nem são de direita, nem de esquerda, são glicerina;

6.       O negacionismo governamental da ciência é uma catástrofe;

7.       A Terra é redonda;

8.       A Covid-19 não é um resfriadinho;

9.       A escola sem partido não existe;

10.   O Brasil será o último a receber a vacina da Covid-19;

11.   Somente Tribunais Internacionais poderão condenar Bolsonaro pelas 180 mil mortes;

12.   Maia e Alcolumbre se declararão reis do Congresso Nacional, e instituirão a monarquia legislativa, pois eleições são muito chatas;

13.   As promessas de campanha dos prefeitos eleitos já foram esquecidas pelo eleitorado;

14.   As festas de Natal e Ano Novo serão virtuais, os presentes continuam físicos;

15.   A inteligência tem limites, a ignorância não.

Deixe uma resposta