Paraná Extra

AssociaAi??A?o de municAi??pios Ai?? denunciada por improbidade

O MinistAi??rio PA?blico do ParanA?, por meio da Promotoria de JustiAi??a de RibeirA?o do Pinhal e da unidade do Norte Pioneiro do Grupo Especializado na ProteAi??A?o ao PatrimA?nio PA?blico e no Combate Ai?? Improbidade Administrativa (Gepatria), apresentou aAi??A?o civil pA?blica e denA?ncia criminal relacionadas a irregularidades praticadas na AssociaAi??A?o dos MunicAi??pios do Norte Pioneiro (Amunorpi). As ilegalidades envolvem o uso indevido de verba pA?blica repassada Ai?? entidade por prefeituras associadas.

Em 2015, o MinistAi??rio PA?blico recebeu representaAi??Ai??es anA?nimas que noticiavam situaAi??Ai??es irregulares na Amunorpi, como a realizaAi??A?o de compras sem licitaAi??A?o, a contrataAi??A?o de funcionA?rios com altos salA?rios, o pagamento de estada para prefeitos fazerem cursos mesmo quando eles jA? haviam recebido diA?rias de seus municAi??pios e a utilizaAi??A?o de veAi??culos da instituiAi??A?o por funcionA?rios para fins particulares, entre outros fatos. AlAi??m disso, a entidade nA?o prestava contas dos gastos aos associados.

Improbidade e crime ai??i?? Seis pessoas sA?o requeridas na aAi??A?o civil pA?blica: um ex-prefeito de AbatiA? (gestAi??es 2005-2008 e 2009-2012), dois ex-presidentes da associaAi??A?o, dois funcionA?rios e um advogado contratado de forma indevida pela Amunorpi. O MinistAi??rio PA?blico pede na aAi??A?o a condenaAi??A?o dos envolvidos por ato de improbidade administrativa, o que pode levar a sanAi??Ai??es como perda da funAi??A?o pA?blica, suspensA?o dos direitos polAi??ticos, ressarcimento ao erA?rio no valor de R$ 89.683,35 e pagamento de multa e indenizaAi??A?o por dano moral coletivo, entre outras penas. Liminarmente, foi requerida a indisponibilidade de bens dos requeridos.

JA? a denA?ncia criminal busca a responsabilizaAi??A?o dos rAi??us pelos crimes de apropriaAi??A?o/desvio de rendas pA?blicas e ordenaAi??A?o de despesas nA?o autorizadas por lei, lavagem de dinheiro e associaAi??A?o criminosa, entre outros.

O MinistAi??rio PA?blico do ParanA?, por meio da Promotoria de JustiAi??a de RibeirA?o do Pinhal e da unidade do Norte Pioneiro do Grupo Especializado na ProteAi??A?o ao PatrimA?nio PA?blico e no Combate Ai?? Improbidade Administrativa (Gepatria), apresentou aAi??A?o civil pA?blica e denA?ncia criminal relacionadas a irregularidades praticadas na AssociaAi??A?o dos MunicAi??pios do Norte Pioneiro (Amunorpi). As ilegalidades envolvem o uso indevido de verba pA?blica repassada Ai?? entidade por prefeituras associadas.

Em 2015, o MinistAi??rio PA?blico recebeu representaAi??Ai??es anA?nimas que noticiavam situaAi??Ai??es irregulares na Amunorpi, como a realizaAi??A?o de compras sem licitaAi??A?o, a contrataAi??A?o de funcionA?rios com altos salA?rios, o pagamento de estada para prefeitos fazerem cursos mesmo quando eles jA? haviam recebido diA?rias de seus municAi??pios e a utilizaAi??A?o de veAi??culos da instituiAi??A?o por funcionA?rios para fins particulares, entre outros fatos. AlAi??m disso, a entidade nA?o prestava contas dos gastos aos associados.

Improbidade e crime ai??i?? Seis pessoas sA?o requeridas na aAi??A?o civil pA?blica: um ex-prefeito de AbatiA? (gestAi??es 2005-2008 e 2009-2012), dois ex-presidentes da associaAi??A?o, dois funcionA?rios e um advogado contratado de forma indevida pela Amunorpi. O MinistAi??rio PA?blico pede na aAi??A?o a condenaAi??A?o dos envolvidos por ato de improbidade administrativa, o que pode levar a sanAi??Ai??es como perda da funAi??A?o pA?blica, suspensA?o dos direitos polAi??ticos, ressarcimento ao erA?rio no valor de R$ 89.683,35 e pagamento de multa e indenizaAi??A?o por dano moral coletivo, entre outras penas. Liminarmente, foi requerida a indisponibilidade de bens dos requeridos.

JA? a denA?ncia criminal busca a responsabilizaAi??A?o dos rAi??us pelos crimes de apropriaAi??A?o/desvio de rendas pA?blicas e ordenaAi??A?o de despesas nA?o autorizadas por lei, lavagem de dinheiro e associaAi??A?o criminosa, entre outros.

Deixe uma resposta