Paraná Extra

Atirador teria sido contratado para matar Chistiane Yared e um promotor


A empresária Christiane Yared, mãe de Gilmar Yared morto em um acidente de trânsito causado pelo ex-deputado Fernando Ribas Carli Filho, em 2009, denuncia que está sendo ameaçada de morte. Um homem teria sido contratado em Guarapuava, cidade onde vive Carli Filho, para matar Christiane e um promotor pelo valor de R$ 300 mil, que seriam divididos entre o atirador e o motorista que iria dirigir o carro no momento do atentado.

A denúncia está em uma gravação entregue ao advogado da família, já está nas mãos do Ministério Público e os nomes dos responsáveis pela denúncia não foram divulgados.

As ameaças se tornaram públicas depois que o marido de Christiane, Gilmar Yared, postou duas mensagens nas redes sociais denunciando as ameaças. A família tomou conhecimento do fato há 10 dias.

Ameaças

Numa das postagens Yared diz que “a Christiane neste dia 23 de fevereiro data de seu aniversário está hospitalizada. Há alguns dias estamos tentando identificar quais os motivos das fortes dores que vem sentindo. Neste momento está sendo submetida a uma tomografia no Hospital Santa Cruz. Fomos orientados a uma semana, a não comentar sobre uma ameaça de morte que veio de Guarapuava e que está sendo investigada pelo Gaeco,”.

Em outra postagem assim está escrito: “ Nesta última ameaça de morte à Christiane, nos informaram que o provável assassino já teria a fotografia dela. Fomos orientados a não comentar, mas também não foi nos dado segurança alguma. Não vou esperar que algo aconteça para protestar.” disse Yared.

Segundo Yared, a denúncia chegou à família através de uma ligação para o escritório do seu advogado. A pessoa dizia que uma conversa de que alguém estaria sendo contratado para matar Christiane um promotor. O advogado Elias Mattar Assad pediu para que a pessoa ligasse outra hora para conversar com Christiane. No dia e hora marcados, a pessoa ligou e repetiu o que havia dito, informando também o valor que seria pago pelas mortes. A gravação desta ligação foi entregue ao Ministério Público.

Gilmar Yared reclama que embora tenham procurado o GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) em Curitiba não recebeu nenhuma segurança. “Quando saímos de casa temos que olhar para todos os lados. A Chris fica nos cruzamentos distribuindo panfletos que conscientizam sobre os abusos no trânsito. É um trabalho muito bonito. Mas a vida da Chris está em jogo. Foi por isso que decidi postar os comentários,” desabafou em entrevista à Rede Sul de Notícias.

Ontem (23), Crhistiane ficou internada em razão de fortes dores abdominais. Segundo Gilmar, a saúde dela pode estar sendo afetada pela pressão que vem vivendo.

Morte do filho

Gilmar e Christiane Yared são pais do jovem Gilmar Rafael, uma das vítimas do acidente de trânsito provocado pelo ex-deputado estadual Fernando Carli Filho em 2009. Carlos Murilo de Almeida, passageiro do Honda Fit conduzido por Yared também morreu. O acidente aconteceu na madrugada de 7 de maio de 2009 em Curitiba. Na ocasião Carli Filho estava embriagado e em alta velocidade, além de dirigir com a carteira de habilitação suspensa.

Carli Filho pode ir a júri popular ainda este ano.

Da Rádio Banda B

Deixe uma resposta