Paraná Extra

Carnaval: como os outros paAi??ses promovem esta festa popular

Para a maioria, o Brasil Ai?? o paAi??s do Carnaval. As imagens de foliAi??es e de desfiles majestosos percorrem o planeta e jA? transformaram o paAi??s num dos principais destinos para turistas do mundo todo quando se trata de celebrar o Carnaval. O que muitos nA?o sabem Ai?? que essa festa popular possui raAi??zes e origens em outros paAi??ses e que o Carnaval tambAi??m Ai?? festejado com pompa, gala e muita alegria em diversas outras partes do mundo. Segundo historiadores, o Carnaval existe hA? 3 mil anos, com origem na GrAi??cia Antiga. Os gregos cultuavam DionAi??zio, o deus ligado ao vinho e aos prazeres mundanos. A festa envolvia comemoraAi??Ai??es nas ruas, com muita mA?sica e roupas especiais. A ligaAi??A?o da festa pagA? com o cristianismo sA? surgiu tempos depois. Segundo a Britannica Digital LearningAi??, ai???em muitos paAi??ses catA?licos romanos, o perAi??odo de festas que marcam os A?ltimos dias antes da Quaresma Ai?? conhecido como Carnaval. Ai?? uma celebraAi??A?o dos excessos da vida antes da austeridade da temporada da Quaresmaai???.

No Brasil, o Carnaval surgiu durante o perAi??odo colonial, mas foi sA? na metade do sAi??culo XIX, quando comeAi??ou a se basear nas festas europAi??ias, que ganhou semelhanAi??a com o Carnaval que Ai?? praticado hoje, nas ruas e sambA?dromos. A tradiAi??A?o cultural mais popular do mundo se espalhou e hoje jA? ganhou importA?ncia, entrando para o calendA?rio oficial em inA?meros paAi??ses. Um dos principais destaques fica por conta do Carnaval de Nova Orleans, no estado da Luisiana (EUA). LA? o Carnaval tambAi??m Ai?? conhecido como Mardi Gras, (terAi??a-feira gorda em francA?s). Segundo a Britannica Digital LearningAi??, o nome vem do fato de que o festival culmina com a terAi??a-feira antes da quarta-feira de cinzas. Os franceses catA?licos que se fixaram naquela regiA?o trouxeram um antigo costume de seu paAi??s natal: consumir todas as gorduras existentes na casa antes de comeAi??ar a Quaresma, quando, normalmente, muitos catA?licos se sacrificam em jejuns e evitam certos alimentos. Depois da festa se tornar proibida por conta dos excessos, ela voltou para o calendA?rio oficial e a popularidade do Carnaval cresceu tanto que se transformou na maior folia do gA?nero nos Estados Unidos. Os milhAi??es de turistas que visitam a cidade para participar do festival sA?o o pilar da economia de Nova Orleans. Por lA?, a temporada de Carnaval se inicia em 6 de janeiro e termina com as festividades do Mardi Gras, que comeAi??am entre dez dias a duas semanas antes da TerAi??a-Feira Gorda.

Veneza, na ItA?lia, tem um dos carnavais mais tradicionais do mundo. As mA?scaras sA?o o elemento mais importante da festividade. No sAi??culo XVI, a nobreza se disfarAi??ava com elas para sair e se misturar ao povo. A versA?o italiana do Carnaval tem dez dias de festas, com bailes em exclusivos salAi??es e desfiles pela cidade. Os figurinos usados reproduzem o estilo da nobreza dos sAi??culos passados, com trajes luxuosos. Ao contrA?rio de outras comemoraAi??Ai??es dessa natureza, que nascem, principalmente, da mobilizaAi??A?o popular, esta celebraAi??A?o Ai?? originalmente promovida pela elite. No passado, o uso intensivo das mA?scaras era motivo de polA?mica. Contraventores e assassinos se aproveitavam do disfarce para cometer crimes. O acessA?rio chegou a ser proibido no sAi??culo XVII, sendo liberado tempos depois. Os milhAi??es de turistas que participam da folia fazem questA?o de usA?-lo, o que acaba inflacionando o preAi??o das mA?scaras. A mais consumida Ai?? a famosa ai???bautaai??i??, mA?scara branca no formato de um bico, complementada por um chapAi??u de trA?s pontas.

Outros paAi??ses, nos mais variados cantos do mundo, tambAi??m possuem o seu jeito de festejar o Carnaval. Veja alguns exemplos:

Basileia ai??i?? SuAi??Ai??a

Uma das mais importantes cidades da SuAi??Ai??a, Basileia comemora o Carnaval de forma bem expressiva. A festa Ai?? realizada na A?ltima segunda-feira antes da Quaresma e comeAi??a Ai??s 4h da manhA?, com as pessoas saindo Ai??s ruas fantasiadas e com lanternas para acompanhar os desfiles. As ruas ficam cheias, todos curtindo as bandas locais com mA?sicas folclA?ricas.

Porto PrAi??ncipe ai??i?? Haiti

Num paAi??s sempre castigado pela pobreza e instabilidade polAi??tica, os haitianos enxergam no Carnaval uma oportunidade para esquecer a dura realidade e se entregar Ai?? diversA?o e folia. Um dos destaques sA?o as canAi??Ai??es satAi??ricas, com protestos a respeito de algo. A festa Ai?? prolongada: durante trA?s semanas os haitianos comemoram nas ruas, com direito a fantasias, desfiles e muita mA?sica.

Quito ai??i?? Equador

No Equador, a tradiAi??A?o carnavalesca Ai?? um pouco diferente das demais. Com origem num antigo costume dos Ai??ndios huarangas, os desfiles trazem flores e frutas. Os jovens se divertem usando roupas tAi??picas e promovendo guerras com balAi??es de A?gua e, Ai??s vezes, atAi?? farinha. A festa dura duas semanas.

Ptuj ai??i?? EslovA?nia

Na EslovA?nia, o Carnaval mistura a cultura ocidental com o paganismo eslavo, tornando a festa uma das mais diversificadas que existem. A figura principal Ai?? o Kurent, uma fantasia com uma mA?scara monstruosa. Na quarta-feira de cinzas, os foliAi??es promovem o enterro do pust, boneco que simboliza todos os males.

Bonn – Alemanha

A festa mais tradicional na Alemanha Ai?? a de Bonn, com desfiles, fantasias e mA?scaras que as pessoas usam para se esconder do diabo, que fica solto durante a folia. Apesar da tradiAi??A?o da capital alemA?, a celebraAi??A?o se espalha pelo paAi??s, atingindo tanto os grandes centros urbanos, quanto a Floresta Negra e os Alpes.

Deixe uma resposta