Paraná Extra

Cerro Azul: MP denuncia ex-secretário e mais duas pessoas na Pratos Limpos

O Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Cerro Azul, na Região Metropolitana de Curitiba, ofereceu denúncia contra o ex-secretário de Viação e Transporte, o ex-diretor do Departamento Financeiro e um empresário de Cerro Azul investigados na Operação Pratos Limpos, que apura desvios de verba pública na Prefeitura. A denúncia envolve os crimes de peculato, falsidade ideológica, associação criminosa e corrupção ativa e passiva.

De acordo com a denúncia, os réus estabeleceram um esquema – que durou de 2017 até 2018 – para desviar dinheiro do Município por meio da emissão de notas frias pela empresa. O secretário simulou diversas compras de materiais da empresa, e as aquisições eram autorizadas pelo diretor financeiro. A empresa emitia as notas frias, e o dinheiro pago pelo Município era dividido entre eles. O servidor também solicitava e recebia propina do empresário para fazer pagamentos de produtos efetivamente entregues.

Proibição – Todos os réus foram proibidos pela Justiça de se aproximarem do prédio da Prefeitura ou de qualquer outra repartição pública ligada aos fatos investigados. O ex-diretor financeiro está atualmente preso no Complexo Médico Penal, em Pinhais, em decorrência de outros crimes apurados na Operação Pratos Limpos.

A Operação Pratos Limpos, deflagrada em abril, começou a partir da investigação de indícios de desvios de recursos públicos destinados à merenda de crianças atendidas por projetos sociais. A apreensão de documentos levou à constatação de diversos outros desvios que estão sendo apurados.

Deixe uma resposta