Paraná Extra

Chuvas diA?rias demandam cuidados redobrados com a dengue

As constantes chuvas ocorridas no ParanA? nas A?ltimas semanas aliadas Ai??s temperaturas elevadas exigem mais cuidado com o Aedes aegypti. O mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya utiliza focos de A?gua parada para se reproduzir. Portanto, Ai?? necessA?ria a vistoria constante de quintais das residA?ncias, empresas e outros locais para eliminar qualquer acumulo de A?gua que possa facilitar o desenvolvimento do vetor.

ai???NA?o cansamos de reforAi??ar que a melhor maneira de evitar a dengue e as outras doenAi??as que tambAi??m podem ser transmitidas pelo Aedes Ai?? por meio da eliminaAi??A?o de possAi??veis criadouros para o mosquito. Nosso apelo se estende a toda populaAi??A?o do Estado para que cuidem de suas casas e alertem vizinhos e colegas sobre a situaAi??A?oai???, fala a superintendente de VigilA?ncia em SaA?de da Secretaria de Estado da SaA?de do ParanA?, JA?lia Cordellini.

De acordo com o coordenador da Sala de SituaAi??A?o em SaA?de da Secretaria, Raul Bely, a situaAi??A?o estA? sob controle no Estado, mas os cuidados nA?o devem parar. De agosto de 2017 atAi?? esta terAi??a-feira (16), foram confirmados 385 casos. No mesmo perAi??odo, foram registrados sete casos de chikungunya e nenhum de zika. Desde o inAi??cio de 2017 tambAi??m nA?o foi registrada nenhuma morte pelas doenAi??as no ParanA?.

Os municAi??pios com maior nA?mero de casos confirmados sA?o: MaringA? (141), Foz do IguaAi??u (39) e CambAi?? (20). Os municAi??pios de Tamboara e ItaipulA?ndia tA?m as maiores incidA?ncias do vAi??rus, apresentando de 100 a 300 casos a cada 100 mil habitantes. ai???Com o calor, o mosquito tambAi??m se desenvolve mais rA?pido. Por isso a limpeza dos jardins, varandas e qualquer espaAi??o aberto deve ocorrer, no mAi??nimo, a cada sete dias. Em 10 minutos jA? Ai?? possAi??vel eliminar os criadouros e evitar que a dengue esteja em sua prA?pria casaai???, ressalta Bely.

Deixe uma resposta