Paraná Extra

Cida recebe Ratinho nesta quarta para iniciar transição

Vai começar oficialmente o processo de transição do atual para o futuro governo do Estado. A governadora do Paraná, Cida Borghetti e o governador eleito, Ratinho Jr, se reúnem nesta quarta  (17) para discutir a transição do mandato. O encontro deve ser a portas fechadas, no Palácio Iguaçu, a partir das 10 horas da manhã. As propostas que devem ser aprovadas ainda neste ano na Assembleia Legislativa também devem fazer parte da reunião.

Hoje (16), a governadora Cida Borghetti anunciou que vai editar um decreto buy viagra 100mg uk. para o processo de transição , como forma de organizar as atividades e assegurar total transparência nas informações.

O documento está sendo elaborado pela Casa Civil e seguirá o modelo utilizado pelo governo federal. Até então as transições eram organizadas de acordo com cada governador. “A equipe de nosso governo será totalmente colaborativa”, assegurou a governadora, que agradeceu o empenho de toda a equipe e pediu agilidade na execução de projetos ainda em andamento.

O início da transição está marcado para o dia 3 de dezembro e vai envolver representantes das secretarias de Estado e indicados pelo futuro governador. “Esta comissão será o canal oficial de troca de informações do governo”, informou Cida Borghetti.

Na reunião também foi sugerido um calendário de obras e ações que serão entregues ainda neste ano. “Temos muitas ações em andamento e vamos finalizá-las até dia 31 de dezembro para entregar um Estado muito melhor do que recebemos. Já garantimos no orçamento do próximo ano quase R$ 2 bilhões a mais para as áreas da saúde, segurança e educação”, declarou Cida.

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, ressaltou a necessidade de manter o ritmo de trabalho até final do ano. “O Paraná não pode parar, a velocidade de ações deste governo foi muito alta e vai continuar no mesmo ritmo de trabalho. Temos metas a cumprir”, disse.

Durante a reunião, os secretários de Estado e gestores de empresas e outros órgãos públicos receberam a tarefa de produzir relatórios sobre projetos que estão sob responsabilidade de cada área da administração pública. “O objetivo é executar aquilo que falta e organizar as informações para que haja continuidade dos processos no próximo governo”, afirmou Barros.

CONSENSO – “Vamos deixar ao Paraná um legado de governo mais eficiente da história do Estado”, afirmou o chefe da casa Civil, Dilceu Sperafico. Ele destacou a abertura do diálogo para que medidas legislativas que atendam a atual e a futura gestão sejam encaminhadas para a Assembleia em consenso.

Entre as propostas do governo já enviadas para a apreciação dos deputados estaduais estão a que propõe o parcelamento de débitos tributários e outra que assegura a manutenção de benefícios fiscais, que atende norma com Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) e precisa ser aprovada até 28 de dezembro.

Deixe uma resposta