Paraná Extra

ComeA�a segunda-feira campanha de vacinaA�A?o contra o sarampo

A partir desta segunda-feira (6) atA� 31 de agosto serA? feita a Campanha Nacional de VacinaA�A?o contra Poliomielite e Sarampo. A campanha do MinistA�rio da SaA?de A� voltada exclusivamente A�s crianA�as com idade entre 12 meses a menores de 5 anos, incluindo as que jA? foram imunizadas anteriormente. Em Curitiba, as vacinas estarA?o disponA�veis em 110 unidades de saA?de, de segunda A� sexta-feira, em horA?rio comercial.

AlA�m da vacinaA�A?o durante a semana, haverA? o dia D da campanha, que serA? feito no dia 18 de agosto, sA?bado, quando algumas unidades de saA?de abrirA?o para vacinar as crianA�as nesta faixa etA?ria, contra sarampo e poliomielite.

O objetivo da campanha em Curitiba A� manter a cobertura alta das vacinas, minimizando o risco de reintroduA�A?o das doenA�as. A meta preconizada pela OrganizaA�A?o Mundial de SaA?de A� de 95% de cobertura. Em Curitiba, a cobertura da vacina trA�plice viral (que abrange imunizaA�A?o contra sarampo, rubA�ola e caxumba) A� de 95,8% e da vacina contra a poliomielite A� de 92,9%.

Essa alta cobertura nA?o A� a realidade em todo o paA�s. De acordo com o MinistA�rio da SaA?de, 312 municA�pios brasileiros estA?o com cobertura abaixo de 50% para poliomielite. AlA�m disso, o paA�s enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e no Amazonas. HA?, ainda, casos isolados importados registrados em SA?o Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, RondA?nia e ParA?.

EstratA�gia

Diante do risco em relaA�A?o a essas duas doenA�as graves, o MinistA�rio da SaA?de decidiu mudar a estratA�gia de imunizaA�A?o na campanha deste ano, retomando o procedimento bem-sucedido nos 1980 e 1990: as campanhas especA�ficas.A�Por isso, em 2018, a campanha nacional serA? focada no sarampo e poliomielite, em vez da jA? tradicional campanha de multivacinaA�A?o.

De acordo com o diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria Municipal da SaA?de de Curitiba, Alcides Oliveira, o objetivo do MinistA�rio da SaA?de A� fazer com que o sarampo nA?o avance no paA�s e a poliomielite nA?o seja reintroduzida.

a�?Mesmo com a cobertura alta em Curitiba, precisamos fazer a nossa parte. Inclusive, seguindo a recomendaA�A?o do MinistA�rio da SaA?de, de levar as crianA�as nesta faixa etA?ria para vacinar, mesmo que elas jA? tenham sido imunizadas antesa�?, disse.

Adultos

A vacina A� a melhor maneira de se prevenir contra o sarampo e mesmo os adultos, que nA?o foram vacinados na infA?ncia contra a doenA�a, podem procurar os postos de saA?de para se imunizar, de segunda a sexta-feira, no horA?rio comercial. Oliveira ressalta, porA�m, que os adultos nA?o fazem parte do pA?blico da campanha.

a�?Os adultos que nA?o foram imunizados contra sarampo tambA�m devem se vacinar, mas com tranquilidade. Para os adultos, nA?o hA? uma campanha especA�fica de vacinaA�A?oa�?, explica Oliveira. De acordo com ele, os adultos devem seguir a rotina do calendA?rio nacional de imunizaA�A?o, mantendo a carteira de vacinaA�A?o atualizada.

No caso do sarampo, a recomendaA�A?o A� que as pessoas com atA� 29 anos de idade tenham em sua carteira de vacinaA�A?o 2 doses da vacina trA�plice viral durante a vida. JA? quem tem entre 30 e 49 anos deve ter, ao menos, 1 dose da vacina trA�plice viral durante a vida. Se a pessoa nA?o tiver tomado as doses recomendadas, ou nA?o souber se tomou ou nA?o, a recomendaA�A?o A� procurar uma unidade de saA?de para receber orientaA�A�es.

 

Deixe uma resposta