Paraná Extra

ComAi??rcio deve contratar mais de 74 mil trabalhadores temporA?rios

O comAi??rcio deve contratar 74,1 mil trabalhadores temporA?rios neste final de ano, segundo projeAi??A?o divulgada hoje (8) pela ConfederaAi??A?o Nacional do ComAi??rcio de Bens, ServiAi??os e Turismo (CNC). O Natal deverA? movimentar R$ 34,9 bilhAi??es, um aumento de 5,2% em relaAi??A?o ao ano passado, a maior variaAi??A?o desde 2013.

A projeAi??A?o anterior divulgada pela CNC era de crescimento de 4,8%, mas foi revisada porque, segundo a confederaAi??A?o, o cenA?rio de inflaAi??A?o baixa, queda de juros e retomada do emprego nos A?ltimos meses deve melhorar os resultados do setor este ano. ai???O cenA?rio para o comAi??rcio estA? bastante positivo para o curto prazo. O comAi??rcio interrompe dois anos de quedaai???, disse o economista-chefe da DivisA?o EconA?mica da CNC, FA?bio Bentes.

Este ano, por causa da crise econA?mica no paAi??s, os varejistas adiaram a temporada de oferta de vagas, que geralmente ocorre entre setembro e novembro, para dezembro. As expectativas, no entanto, sA?o positivas, e a taxa de efetivaAi??A?o dos temporA?rios deve crescer para 30%. Em 2015 e 2016, apenas 15% dos trabalhadores temporA?rios foram efetivados apA?s o Natal. Os estados de SA?o Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro deverA?o concentrar 47% das contrataAi??Ai??es.

O salA?rio mAi??dio de admissA?o deverA? ter aumento real de 3,8% na comparaAi??A?o com o mesmo perAi??odo do ano passado, alcanAi??ando R$ 1.185. O maior pagamento deve ser oferecido no ramo de artigos farmacA?uticos, perfumarias e cosmAi??ticos (R$ 1.430), seguido pelas lojas especializadas na venda de produtos de informA?tica e comunicaAi??A?o (R$ 1.392). No entanto, estes segmentos devem responder por apenas 2% do total de vagas oferecidas para a temporada.

Em relaAi??A?o Ai??s vendas, os segmentos de hiper e supermercados (R$ 11,8 bilhAi??es), lojas de vestuA?rio (R$ 9 bilhAi??es) e de artigos de uso pessoal e domAi??stico (R$ 5,1 bilhAi??es) deverA?o responder por 74% do faturamento das vendas natalinas deste ano. Em termos relativos, o maior aumento nas vendas deverA? ocorrer nas lojas de mA?veis e eletrodomAi??sticos, com crescimento de 17,8% na comparaAi??A?o com 2016.

(AgA?ncia Brasil)

Deixe uma resposta