Paraná Extra

Como evitar que hackers ‘invadam’ seu cAi??rebro no futuro

Da BBC Brasil

Imagine ser capaz de navegar por suas memA?rias como se fosse em uma linha do tempo do Facebook, revivendo em nAi??tidos detalhes seus momentos favoritos da vida e guardando os mais queridos.
Agora imagine uma versA?o distA?pica do mesmo futuro, no qual hackers roubam essas memA?rias e ameaAi??am apagA?-las se vocA? nA?o pagar um resgate.

Pode soar longe da realidade, mas o cenA?rio nA?o Ai?? tA?o impossAi??vel quanto parece.
Abrindo a cabeAi??a
AvanAi??os no campo da neurotecnologia nos deixaram mais prA?ximos da possibilidade de melhorar e turbinar nossas memA?rias, e em algumas dAi??cadas poderemos tambAi??m ser capazes de manipulA?-las e reescrevA?-las.

Por que Ai?? importante se vacinar mesmo na idade adulta
Os 8 mitos sobre vacinaAi??A?o que estA?o levando ao ressurgimento de doenAi??as evitA?veis
A tecnologia que provavelmente nos permitirA? esses feitos Ai?? a dos implantes cerebrais, que estA?o rapidamente se tornando ferramentas comuns para os neurocirurgiAi??es.

Os implantes produzem a chamada estimulaAi??A?o profunda no cAi??rebro, a DBS (da sigla em inglA?s, deep brain stimulation), para tratar gama ampla de condiAi??Ai??es, dos tremores da doenAi??a de Parkinson ao TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo).

Cerca de 150 mil pessoas no mundo jA? passaram por tratamentos experimentais com os implantes.

A tecnologia estA? sendo cada vez mais pesquisada nos tratamentos para depressA?o, demA?ncia, sAi??ndrome de Tourette e outras doenAi??as psicolA?gicas.

Pesquisadores estA?o agora comeAi??ando a explorar os implantes no tratamento de distA?rbios que afetam a memA?ria, como os causados por eventos traumA?ticos.

A AgA?ncia de Projetos de Pesquisa em Defesa AvanAi??ada dos EUA (Darpa, em inglA?s) tem um programa para desenvolver e testar uma “interface neural sem fio totalmente implantA?vel” para ajudar a restaurar a perda de memA?ria em soldados afetados por danos traumA?ticos ao cAi??rebro.

Superpoderes mentais
“Eu nA?o me surpreenderia se um implante de memA?ria estivesse disponAi??vel no mercado dentro dos prA?ximos dez anos ai??i?? essa Ai?? a escala de tempo de que estamos falando”, diz Laurie Pycroft, uma pesquisadora do departamento de ciA?ncias cirA?rgicas na Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Em 20 anos, a tecnologia pode ter evoluAi??do o suficiente para nos permitir “capturar” os sinais que constroem nossas memA?rias, turbinA?-los, e redirecionA?-los de volta ao cAi??rebro.

No meio do sAi??culo, Ai?? possAi??vel que tenhamos ainda mais controle, com a habilidade de manipular memA?rias.
‘Sequestro de memA?ria’
Mas o controle tambAi??m pode ter consequA?ncias ruins. Se essa habilidade cair nas mA?os erradas, as consequA?ncias podem ser “gravAi??ssimas”, diz Pycroft.

Se um hacker invadir um neuroestimulador de um paciente com doenAi??a de Parkinson, por exemplo, e alterar as configuraAi??Ai??es, ele poderia influenciar os pensamentos e comportamento do paciente, ou mesmo causar paralisia temporA?ria.

Um hacker tambAi??m poderia ameaAi??ar apagar ou reescrever memA?rias.

Se os cientistas conseguirem decodificar os sinais neurais das nossas memA?rias, entA?o os cenA?rios podem ser infinitos: pense na quantidade de informaAi??A?o valiosa que hackers mal intencionados poderiam coletar invadindo os servidores do hospital de veteranos em Washington, por exemplo.

Em um experimento em 2012, pesquisadores da Universidade de Oxford e da Universidade de Berkeley, na CalifA?rnia, conseguiram desvendar informaAi??Ai??es pessoais como senhas de cartA?o de crAi??dito apenas observando as ondas cerebrais de pessoas usando um headset (conjunto com microfone, A?culos de visA?o 3D e fone de ouvido) para jogos virtuais.

Controle do passado
“A possibilidade de ‘sequestro de cAi??rebros’ e de alteraAi??Ai??es maliciosas de memA?ria gera uma variedade enorme de desafios para a seguranAi??a ai??i?? algumas bem novas e A?nicas”, diz Dmitry Galov, pesquisador de seguranAi??a virtual da empresa Kaspersky Lab.

A Kaspersky e a Universidade de Oxford colaboraram em um projeto para mapear potenciais ameaAi??as e formas de ataque envolvendo essas novas tecnologias.

“AtAi?? no estA?gio atual de desenvolvimento ai??i?? que Ai?? mais avanAi??ado do que as pessoas se dA?o conta ai??i?? hA? uma evidente tensA?o entre a saA?de e a seguranAi??a do paciente”, diz o relatA?rio O Mercado da MemA?ria: Preparando-se para um Futuro onde as AmeaAi??as Virtuais Miram seu Passado, publicado pelo acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile, acquisto viagra femminile. grupo.

NA?o Ai?? impossAi??vel imaginar governos autoritA?rios do futuro tentando reescrever a histA?ria interferindo com a memA?ria das pessoas, e atAi?? criando novas memA?rias, diz o artigo.

“DA? atAi?? para imaginar essa tecnologia sendo usada para mudar o comportamento das pessoas. VocA? pode fazer uma pessoa mudar imediatamente o comportamento estimulando a parte do cAi??rebro que gera emoAi??Ai??es indesejA?veis”, diz Galov Ai?? BBC.

E vice-versa: tambAi??m Ai?? possAi??vel seria possAi??vel encorajar determinado comportamento estimulando a parte do cAi??rebro que gera prazer e alegria.

Direito de imagem Getty Images Image caption Acesso ao cAi??rebro permitiria controle do comportamento
Acesso nA?o autorizado
Hackear dispositivos mAi??dicos conectados a pessoas Ai??, na verdade, uma ameaAi??a que jA? existe. Em 2017, autoridades americanas fizeram um recall de 465 mil marca-passos depois de avaliar que eles estavam vulnerA?veis Ai?? ataques cibernAi??ticos.

A FDA, agA?ncia americana de controle de remAi??dios e alimentos, disse que pessoas mal intencionadas podem interferir com os mecanismos, mudando o ritmo cardAi??aco de alguAi??m ou acabando com a bateria, o que poderia provocar morte.

Com o recall, ninguAi??m foi ferido, mas a agA?ncia afirmou que com thyrox 200 without a prescription, thyrox 200 without a prescription, thyrox 200 without a prescription, thyrox 200 without a prescription, thyrox 200 without a prescription, thyrox 200 without a prescription. aparelhos mAi??dicos cada vez mais conectados, redes de hospitais, cirurgias remotas, etc, hA? um aumento do risco de pessoas mal intencionadas explorarem as vulnerabilidades de seguranAi??a virtual. “Algumas (dessas vulnerabilidades) podem afetar como os aparelhos mAi??dicos operam.”

Ai?? um problema para muitas A?reas mAi??dicas, e a Kaspersky acredita que, no futuro, mais aparelhos serA?o conectados e monitorados remotamente. MAi??dicos sA? serA?o chamados para assumir situaAi??Ai??es de emergA?ncia.

Defesas virtuais
Felizmente, reforAi??ar a seguranAi??a virtual no inAi??cio do planejamento e desenvolvimento de aparelhos pode mitigar a maior parte dos riscos.

Mas a medida mais importante, segundo Galov, Ai?? educar mAi??dicos e pacientes sobre precauAi??Ai??es a serem tomadas, como criar senhas fortes.

O fator humano, diz ele, Ai?? uma das maiores vulnerabilidades, porque nA?o podemos esperar que os mAi??dicos se tornem especialistas em seguranAi??a virtual e “qualquer sistema Ai?? tA?o seguro quanto sua parte mais fraca”.

Pycroft diz que, no futuro, implantes cerebrais serA?o mais complexos e mais amplamente usados para tratar um amplo conjunto de doenAi??as. “A confluA?ncia desses fatores provavelmente deve tornar mais fA?cil e atraente realizar um ataque usando implantes de pacientes”, diz ele.

“Se nA?o criarmos soluAi??Ai??es para a primeira geraAi??A?o de implantes, a segunda e terceira geraAi??Ai??es serA?o bastante inseguras.”

 

 

Deixe uma resposta