Paraná Extra

Congestionamentos complicam acesso a Curitiba por rodovias

Com a greve dos motoristas e cobradores de ônibus de Curitiba, o número de veículos nas ruas é maior e provoca vários pontos de congestionamento na manhã desta terça-feira (14) na capital. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 9h30, havia 11 km de congestionamento na BR-116 no trecho de acesso de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana, à Curitiba. A Linha Verde e o Contorno Leste também têm pontos de lentidão.

 

A chuva também complica a situação do tráfego. A Prefeitura de Curitiba, a Secretaria de Trânsito e o Batalhão de Trânsito registram vários acidentes desde às 7h40, nos bairros Santa Cândida, Xaxim, Cajuru, Água Verde, Tarumã. A orientação é para que os motoristas dirijam com cuidado e respeitem as leis de trânsito.

 

 

Nos terminais de transporte coletivo, os passageiros que não sabiam da greve que iniciou no início desta madrugada esperavam para decidir se voltavam para casa ou conseguiam carona para chegar ao trabalho. “A minha patroa acabou de ligar e ela vai vir me buscar [na estação tubo]”, contou a cozinheira Ana Paula Taborda.

 

Para conseguir um táxi nesta manhã também é díficil. Os carros estão concorridos e algumas centrais de táxi avisam que a espera pode demorar até duas horas.

Em virtude da lentidão no trânsito, a Secretraia Municipal de Trânsito autorizou que os táxis circulem nas caneletas – exclusivas para os ônibus – até que o trágefo de ônibus seja retomado.

(G1 PR)

 

Deixe uma resposta