Paraná Extra

Copel continua empenhada em restabelecer energia nos municípios

Equipes da Copel seguem trabalhando para restabelecer a energia em diversos municípios paranaenses. Até o final desta manhã (19) são cerca de 120 mil unidades consumidoras sem energia em todo o Estado, a maior parte concentrada na região Noroeste.

Nesta quinta-feira (18), por conta das fortes chuvas que varreram o Estado, cerca de 500 mil unidades consumidoras chegaram a ficar sem luz em algum momento do dia em todo o Paraná.

No início da noite, este número era de 350 mil, graças ao trabalho ininterrupto das equipes da Copel, que desde quarta-feira (17) estão mobilizadas, especialmente nas regiões Norte e Noroeste, para conter os estragos causados pelas chuvas.

Em Curitiba, onde o abastecimento já estava praticamente normalizado desde a noite de quinta-feira, a Copel detectou uma falha na rede subterrânea de energia na região central por volta das 22h. Eletricistas trabalharam até 1h30 para solucionar o problema. Durante essas horas, cerca de 10 mil consumidores ficaram sem energia –  já totalmente restabelecida desde então.

Na região Noroeste, que concentra a maior parte dos desligamentos, cerca de 45 mil unidades consumidoras seguem sem energia. Este número era de 172 mil na noite de quinta. Foram pelo menos 49 postes quebrados. Neste momento, equipes inspecionam as fontes  que abastecem os municípios de Inajá, Itaúna do Sul e Presidente Castelo Branco para restabelecer o abastecimento de energia às cidades.

Em Cruzeiro do Oeste e Tuneiras do Oeste, o fornecimento foi retomado por volta das 9h30 da manhã. Muito trabalho para as equipes da Copel também em Diamante do Norte, que tem 80% dos domicílios desligados pelos estragos ocorridos na rede de distribuição de energia, e gradativamente vão sendo religados. Em Maringá, 8 mil domicílios estão sem energia, em diferentes regiões da cidade.

Na região Norte, onde quinta à noite o número de desligamentos alcançava os 152 mil, agora restam cerca de 47 mil unidades consumidoras sem energia. Em Londrina, as duas fontes de energia que abastecem a captação Sanepar no Rio Tibagi sofreram danos decorrentes do temporal. Os trabalhos de inspeção iniciaram ainda durante a noite, e cinco equipes da Copel continuam em campo para realizar a manutenção e normalizar o fornecimento de energia à estação.

O município, que já tinha sofrido desligamentos e a quebra de 51 postes por conta das fortes chuvas na quarta-feira, teve pelo menos mais dez postes atingidos na tarde de ontem. No momento são cerca de 9 mil unidades consumidoras ainda aguardando o restabelecimento do fornecimento de energia na cidade.

No Vale do Ivaí, os oito municípios que chegaram a sofrer interrupção total no fornecimento de energia ontem foram religados, assim como as cidades de Santa Fé e Santo Inácio, que estão abastecidas por circuitos alternativos do sistema elétrico da Copel.

Nas regiões Oeste e Sudoeste, as equipes de emergência da Copel continuam empenhadas em restabelecer os serviços para cerca de 3 mil domicílios urbanos e rurais que ainda estão sem luz. Embora praticamente todos os municípios tenham sido afetados em algum momento, o maior número de ocorrências pendentes de atendimento está em Cascavel, Assis Chateaubriand, Formosa do Oeste, Coronel Domingos Soares, Guaraniaçu, São Miguel do Iguaçu, Francisco Beltrão e Corbélia, que somam no momento 2,3 mil imóveis sem energia.

Nas regiões Central e Leste o abastecimento é considerado normal no momento. Seguem aguardando o retorno da energia apenas cerca de 1,3 mil imóveis da área rural do município de Lapa, na Região Metropolitana de Curiitba.

Deixe uma resposta