Paraná Extra

Curitiba terA? regras mais rAi??gidas para proteAi??A?o das araucA?rias

Os integrantes da ComissA?o Deliberativa das AraucA?rias deram inAi??cio Ai??s discussAi??esAi??sobre o refinamento das regras para a proteAi??A?o das A?rvoresAi??de Curitiba. O objetivo do grupo Ai??Ai??rever os critAi??rios e promover alteraAi??Ai??es necessA?rias na legislaAi??A?o municipal para garantir maior efetividade nos procedimentos de proteAi??A?o atualmente vigentes.

De acordo com a superintendente de Controle Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Marilza Dias, Ai?? um movimento importante em direAi??A?o a uma gestA?o mais eficiente dos recursos naturais. ai???AlAi??m de ser um sAi??mbolo do ParanA?, a araucA?ria estA? ameaAi??ada de extinAi??A?o e apenas com aAi??Ai??es mais efetivas vamos conseguir garantirAi??que os exemplares dessa espAi??cie sejam devidamente protegidos em nosso municAi??pioai???,Ai??explicou.

Rigor

A conversa aconteceu durante aAi??segundaAi??reuniA?o da comissA?o instalada para deliberar sobre os pedidos de corte e supressA?o das araucA?rias. Foram analisados 36 processos e apenas um deles foi indeferido. Nos demais, foram constatados riscos de queda, pois as A?rvores estavam desvitalizadas.

Quase metade dos processos analisadosAi??terA? atenAi??A?o especial. Treze A?rvores que tiveram corte autorizado estA?o com suspeita de morte provocada, segundo os integrantes da comissA?o. Os indAi??cios serA?o investigados e, caso sejam constatadas aAi??Ai??es para prejudicar as araucA?rias, os responsA?veis poderA?o ser punidos. As multas podem chegar a R$ 4,5 mil, alAi??m da reposiAi??A?o das A?rvores, conforme legislaAi??A?o.

AlAi??m das araucA?rias

A comissA?o tambAi??m abordouAi??a conservaAi??A?o de A?reas naturais de Curitiba (Floresta com AraucA?ria, Campos Naturais, Matas de Galeria e Banhados) como uma demanda estratAi??gica na agenda da Secretaria Municipal do Meio Ambiente. De acordo com os integrantes, Ai?? preciso avanAi??ar em mecanismos tambAi??m para manter e conservar o patrimA?nio natural de Curitiba e de toda a RegiA?o Metropolitana.

Participaram a subprocuradora do municAi??pio, Rosa Maria Alves Pedroso; a diretora de Pesquisa e Monitoramento da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Josiana Saquelli Koch; o diretor-executivo da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e EducaAi??A?o Ambiental (SPVS), ClA?vis Borges; e o professor da Universidade Federal do ParanA? (UFPR) FlA?vio Zanette.

Deixe uma resposta