Paraná Extra

Decreto da quarentena teria reduzido em 10% passageiros nos ônibus

A quarentena mais rígida, que foi anunciada pelo governo do Estado no último dia 30 de junho e seguida pela Prefeitura de Curitiba, teve reflexo na redução do movimento de passageiros no transporte coletivo da cidade.

Levantamento da Urbanização de Curitiba (Urbs), que administra o transporte coletivo na cidade, mostra uma redução de 9,8% na média diária de passageiros.

Entre 22 e 28 de junho, a média diária era de 263.752 passageiros. Na semana passada, quando foram anunciadas as novas regras para combater a pandemia, esse número caiu para 237.714. Nesta segunda-feira (6), o movimento foi de 233.604 passageiros.

As medidas mais restritas, que entraram em vigor em 1 de julho, valem, inicialmente, por 14 dias, e são para conter a circulação de pessoas e o avanço da propagação da Covid-19, que acelerou nas últimas semanas.

Entre elas estão a suspensão de funcionamento de várias atividades, como shopping centers, galerias comerciais, comércios de rua, salões de beleza, barbearias, clínicas de estética, academias de ginástica e clubes.

Segundo o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, a previsão é que a média se mantenha em 230 mil passageiros por dia no transporte coletivo nesse período.

Deixe uma resposta