Paraná Extra

Documentário vai mostrar obra de Lolo Cornelsen

Com uma carreira extensa no Brasil e no exterior, o engenheiro e arquiteto Ayrton “Lolo” Cornelsen (atualmente com 94 anos), é retratado em um documentário de longa-metragem que será lançado na próxima sexta-feira (17) na Cinemateca de Curitiba. A sessão está marcada para as 20 horas.

Além da exibição, nos três dias que antecedem o lançamento (14 a 16), Lolo abrirá seu ateliê residência no Centro de Curitiba para receber o público que quiser conhecer seu local de trabalho e ouvir pessoalmente algumas de suas curiosas histórias. A visitação será das 14h às 16h. Todos estes eventos têm entrada franca.

Por ser mais conhecido como arquiteto, o filme recebeu um título justamente para fazer referência a seus feitos em engenharia, como forma de resgatar este lado igualmente importante de sua trajetória. “Homem Asfalto” foi um apelido que Cornelsen recebeu quando foi diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná, entre o final dos anos 50 e início dos 60. Neste período, foi responsável pela pavimentação de mais de 400 quilômetros de rodovias que interligaram o estado. Além disso, estruturou cidades nascentes com planos diretores e foi responsável pela Rodovia do Café, da Estrada da Graciosa e do ferry-boat de Guaratuba. Depois do Paraná, Cornelsen partiu para mais uma série de trabalhos importantes no Brasil e também no exterior.

Reconhecimento

“Homem Asfalto” expõe os fatos sobre Ayrton “Lolo” Cornelsen em ordem cronológica, desde o período em que era jogador de futebol, tendo passado pelos clubes Coritiba e Atlético Paranaense, com conquistas de títulos. Em paralelo com a carreira de jogador, fez curso superior e conseguiu o feito de se formar simultaneamente em dois cursos: arquitetura e engenharia civil.

Deixou de jogar futebol, mas continuou envolvido com esportes realizando os projetos arquitetônicos do Estádio Couto Pereira (do Coritiba) e da Vila Olímpica do Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Na área do automobilismo projetou os autódromos de Estoril (Portugal), Luanda (Angola), Jacarepaguá e Pinhais (Brasil).

Com independência e criatividade, Cornelsen construiu um currículo amplo e diverso, projetando casas, clubes, hospitais, escolas, campos de golfe e hotéis em países da Europa, África, América do Norte e do Sul. O filme mostra também que o lado profissional de Cornelsen sempre teve um grande envolvimento de sua família, que o acompanhou para os mais diversos locais do mundo durante sua trajetória.

“Homem Asfalto” é um projeto idealizado pela Planeta Brasil, produtora dirigida por Patrik Cornelsen. O filme tem direção de João Marcelo Gomes e foi realizado com o apoio do programa de apoio e incentivo à cultura da Fundação Cultural De Curitiba e da Prefeitura Municipal De Curitiba.

 

 

 

 

Deixe uma resposta