Paraná Extra

Em tempos que nada para de mudar, mude

*Por Roger Rieger

A gestA?o de marcas estA? cada vez mais intrincada. A agenda do marketing estA? tA?o diversa, integrada e multilevel que se a sua velocidade executiva na conduA�A?o das marcas nA?o acelerar, o mercado passa e vocA? fica.

Analisando a realidade atual e as tendA?ncias, a invasA?o tecnolA?gica A� mais que irreversA�vel – A� incontrolA?vel.A�Administrar as aA�A�es pela repetiA�A?o de rotinas tradicionais A� tA?o arriscado quanto tentar inventar algo sem saber o que ou como fazer isso.

TambA�m estA? difA�cil saber onde apostar, jA? que a influA?ncia das mA�dias tradicionais estA? mais difA�cil de ser analisada, principalmente na nova geraA�A?o de consumidores.

Na minha vida de consultor e empresA?rio do marketing e do design, nunca deixei de centrar meu raciocA�nio e apostar as minhas fichas na construA�A?o de ativos mais perenes, como ao tratar a estrutura de comunicaA�A?o das marcas de uma forma mais rA�gida e disciplinada. Apesar do cenA?rio de mudanA�as imprevisA�veis, estA? aA� algo que nA?o mudou muito, ainda que os targets hoje sejam tA?o diversos, mutantes e absurdamente infiA�is.

Obter relevA?ncia A� hoje o caminho para se ter reconhecimento e, portanto, reputaA�A?o. Big data, marketing de experiA?ncia e eventos, influenciadores, buzz marketinga�� As marcas que tA?m personalidade falam, respondem, opinam, ensinam e sA?o verdadeiras em todas as suas expressA�es – e isso precisa estar na agenda diA?ria para quem quiser construir marcas de valor.

A� A?bvio que, antes de tudo, um consistente trabalho de Branding, com a estratA�gia e a proposta de valor das marcas fundamentadas. Depois de um bom DNA, o design. Como instrumento complementar e materializador da estratA�gia, definidor de forma A?nica e indelA�vel, do seu propA?sito quanto marca, produto ou serviA�o. Isso estabelecerA? um forte embasamento e blindagem para a entA?o expressA?o da marca. E esta assim, surfarA? em todos os meios de forma consistentea�� atA� que se mude. E mudar faz parte da evoluA�A?o. Cruzar o tempo e as geraA�A�es de consumidores A� um enorme desafio.

a�?Nada existe de permanente, a nA?o ser a mudanA�aa�? HerA?clito.

GraA�as A� ciA?ncia estamos vivendo maisa�� graA�as A� tecnologia, estamos mudando mais. E mudar faz bem, afinal do que seria tudo, se nA?o fosse o mudar? O importante A� saber mudar, reciclar, repensar, num frequente questionamento, ou auto-questionamento. Antecipar movimentos A� definir o seu caminho. Como entA?o estar sempre atual? Qual a sua estratA�gia 2.0, 3.0… X? O quanto vocA? sabe se estA? mudando? E o que deve fazer para mudar? Mudar para o que?
*Roger Rieger, sA?cio diretor da Komm Design Solutions, consultor de branding em marketing e colaborador da AssociaA�A?o dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil – SeA�A?o ParanA? (ADVB-PR)

Deixe uma resposta