Paraná Extra

Escolas particulares infantis registram queda de 40% em matrículas

Pesquisa da Associação de Escolas Particulares de Educação Infantil (Assepei) com 65 escola de Curitiba revela que além dos 40% de cancelamentos de matrículas, 18% dos pais estão inadimplentes e aqueles mantêm o pagamento em dia são beneficiários de descontos. “ Isso faz com que a queda de receita das escolas represente uma média de 58%, destacando que algumas instituições revelam até 85% de perda de receitas”, afirmou o diretor administrativo da Assepei, Everton Renaud.

Diante desse quadro financeiro complicado e da falta de perspectiva do retorno às aulas, segundo ele, muitos proprietários estudam demitir as equipes a equipe e fechar as escolas até o ano que vem.

Para as escolas de educação infantil, os gastos com pessoal correspondem geralmente a 52% dos gastos e sem a previsão de renovação de suspensão de contratos e redução de salários com ajuda do governo federal, a situação tende a piorar e mais demissões devem acontecer. “Do jeito que está, as escolas não conseguem nem pagar os salários. O negócio se torna inviável”, afirmou ele.

Deixe uma resposta