Paraná Extra

Está faltando gasolina e álcool em 240 postos de Curitiba

Em cerca de 240 postos de combustíveis de Curitiba já está faltando gasolina e álcool. A informação é do Sindicombustíveis, que respone por cerca de 600 postos na Capital e que espera que em até 48 horas a situação esteja resolvida. O problema foi causado por um problema de produção e de logística da Repar – Refinaria Presidente Vargas, em Araucária, que reduziu a produção de um diesel menos poluente, o que provocou descontrole no sistema de abastecimento de postos que é feito através de caminhões.

 

Na última quinta-feira (8) começou a faltar óleo diesel em alguns postos de combustíveis da região metropolitana de Curitiba. O combustível, do tipo S500, conhecido como diesel metropolitano é usado na frota de ônibus de Curitiba e região metropolitana e teve sua produção reduzida pela Repar. A nova falta de gasolina seria decorrente deste problema.

Há, entretanto, uma outra versão: estaria faltando álcool, em função de uma redução na produção. O Brasil produz dois tipos de etanol à base de cana-de-açúcar: o hidratado, que é usado diretamente em automóveis que rodam com o etanol; e o anidro, que é misturado a toda gasolina utilizada no Brasil, como forma de manter um limite aos preços de combustível ou para reduzir o consumo de combustíveis fósseis.

A Repar emitiu no início desta tarde uma nota onde explica o problema com o diesel, mas acrescenta um fator: a demanda cresceu muito e a produção não está acompanhando a necessidade do mercado.

Deixe uma resposta