Paraná Extra

Excesso de chuvas faz Itaipu alertar para risco de enchentes

A usina de Itaipu trabalha com a expectativa de receber uma vazA?o acima de 19 mil metros cA?bicos de A?gua por segundo. Com o reservatA?rio jA? cheio, a usina de Itaipu nA?o tem como usar toda a A?gua que chega e A� obrigada, mesmo produzindo em carga mA?xima, a verter o excedente. Neste domingo (4), Itaipu chegou a soltar pelo vertedouro o equivalente ao volume mA�dio de quatros Cataratas do IguaA�u, localizada no rio IguaA�u. Pelo local passavam A� tarde quase 5 mil metros cA?bicos de A?gua por segundo.

Com isso, Itaipu estA? trabalhando para mitigar os possA�veis riscos de uma cheia provocada pelo aumento do volume de A?gua no reservatA?rio. NA?o chove apenas na regiA?o da fronteira do Brasil com o Paraguai, mas em toda a bacia do Rio ParanA?, que jA? estA? com um bom volume de A?gua. Com isso, A� necessA?rio trabalhar para reduzir o risco de inundaA�A�es no bairro San Rafael, em Ciudad del Este, no Paraguai.

Em cenA?rios assim, com possibilidade de aumento do volume de A?gua no reservatA?rio, quando ele jA? estA? cheio, a Itaipu leva em consideraA�A?o sempre quatros pontos imprescindA�veis do ponto de vista operacional e diplomA?tico: a seguranA�a da barragem, a gestA?o do Acordo Tripartite-Corpus, o melhor aproveitamento da matA�ria-prima para a geraA�A?o de energia e aA�A�es para reduzir os impactos causados pelo excesso de chuva.

A usina usa toda a vazA?o que chega para gerar energia elA�trica e sA? despeja pelo vertedouro o excedente, a sobra de A?gua. NA?o fosse a barragem, essa A?gua toda seguiria o curso natural do rio e as enchentes seriam inevitA?veis e com maior frequA?ncia. Quando hA? risco imediato de inundaA�A?o, o ComitA? de Cheia A� acionado e todos os orgA?os da Defesa Civil sA?o informados para adotar as medidas cabA�veis.

Em relaA�A?o A� seguranA�a da barragem, Itaipu conta com mais de 2.500 instrumentos para acompanhar o comportamento das estruturas de concreto e da fundaA�A?o das suas barragens (a de concreto A� uma delas, mas o complexo inclui barragens de enrocamento pedra e terra), alA�m de 5.295 drenos e do prA?prio vertedouro, com capacidade para vazA?o de 60 mil metros cA?bicos por segundo. O controle contribui para a robustez do empreendimento.

Quando a enchente A� inevitA?vel, A� preciso levar em consideraA�A?o tambA�m a gestA?o do Acordo Tripartite, que rege as relaA�A�es entre Brasil, Paraguai e Argentina para o aproveitamento dos recursos propiciados pelo Rio ParanA?. A A?rea operacional de Itaipu procura atender os limites de atuaA�A?o da usina que possam ter implicaA�A�es em territA?rio argentino.

Deixe uma resposta