Paraná Extra

Família contesta versão da PM sobre morte de jornalista na Praça Espanha

Uma morte abalou proprietários de bares e frequentadores da Praça da Espanha, no Batel. A vítima, resultado do tiroteio ocorrido na madrugada deste domingo(12),  foi identificado como o  jornalista e publicitário Andrei Gustavo Orsini Francisquini, de 35 anos, filho de Benedito Francisquini, diretor do jornal Tribuna do Vale, Benedito Francisquini, de Santo Antonio da Platina, no Norte Pioneiro.

O pai, em nota publicada no jornal, afirma não acreditar na versão de que o filho estivesse armado. Segundo o pai, o rapaz teria jantado com a mãe e, após deixá-la em casa, saiu para se divertir com amigos. Ele quer que o caso seja investigado.

PM

Conforme registro em Boletim de Ocorrência, em patrulhamento pela Avenida Vicente Machado uma equipe policial viu um homem manuseando arma de fogo dentro de um veículo corsa branco e tentou abordá-lo, mas o motorista não acatou a ordem de abordagem, e arrancou com o veículo de maneira brusca. A equipe policial iniciou, então, um acompanhamento tático. Na fuga o carro colidiu com um veículo Voyage e continuou fugindo.

Já na rua Fernando Simas o veículo parou, a equipe tentou nova abordagem, mas ele não acatou e engatou marcha à ré e quase atropelou os policiais. Ele também bateu em um veículo gol que estava estacionado. A equipe policial atirou no pneu do carro na tentativa de pará-lo, mas ele continuou avançando contra os policiais, que atiraram novamente. A equipe, então, se aproximou e verificou que o homem estava ferido. O Siate foi acionado para socorrê-lo, mas quando chegou constatou o óbito.

Ainda, conforme consta em Boletim de Ocorrência o homem estava com uma pistola calibre 9mm no colo. A equipe policial acionou a perícia, que recolheu a arma. O veículo corsa foi apreendido pela equipe policial para os procedimentos.

Consultado no sistema, verificou-se que o veículo já havia fugido de uma abordagem policial em 30/03/19, após o condutor ter sido visto efetuando disparos de arma de fogo em via pública. Também consta no sistema um encaminhamento deste mesmo homem, em 2015, na cidade de Jacarezinho (PR) por conduzir veículo com CNH cassada, quando também fugiu da polícia.

Deixe uma resposta