Paraná Extra

Fechado pronto atendimento de mais um hospital em Curitiba

A alta nos casos da Covid-19 fechou mais um pronto atendimento de um hospital da rede privada em Curitiba. Nesta manhã (26), em nota, o Instituto de Neurologia de Curitiba (INC)informou que, devido à alta procura de pacientes, todos os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e Enfermaria estão ocupados, impossibilitando novos internamento.

Este é o quarto hospital da rede privada a anunciar o colapso nos leitos de internamento. O Sugisawa, o Hospital Marcelino Champagnat e o Nossa Senhora das Graças também fecharam as portas nos últimos dias. De acordo com o Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos do Setor Privado de Saúde do Paraná (Sinpar), são poucos leitos que restam nos hospitais particulares de Curitiba, que operam com mais de 80% de lotação.

Já, na rede pública são cinco os hospitais sem vagas em UTI em Curitiba e região metropolitana: Hospital São Lucas Parolin – Campo Largo- , Hospital do Trabalhador, Hospital Erasto Gaertner, Hospital São Vicente Centro e o Hospital Evangélico – todos em Curitiba -. São apenas 23 vagas em UTI nos outros hospitais que atendem a rede pública de saúde.

Deixe uma resposta