Paraná Extra

Festival de Inverno usa meio virtual para difundir cultura

A edição online do Festival de Inverno do Centro Histórico de Curitiba, que começou ontem (25) e vai até o dia 5 de julho, terá ao menos 40 shows, bate-papos e momentos culturais.
Estabelecimentos do Centro Histórico também oferecem promoções e combos especiais. Os pratos serão vendidos para entrega, para buscar e haverá atendimento presencial em alguns locais.
O festival, que está na oitava edição, passou pela mudança por causa da pandemia do novo coronavírus. O tema deste ano é “Viva a cultura do inverno”.

Serão diversas transmissões ao vivo dos mais variados ritmos como MPB, música clássica, samba e jazz. Nos bate-papos as discussões serão, entre outras, sobre turismo, gastronomia, cidade e moda. Também serão feitas oficinas, inclusive para crianças.
Outra novidade é que o festival vai contar com um experimento interativo ao vivo, com produção e participação da atriz Mazé Portugal, do ator César Cantão e da bailarina e pianista Inês Drumond, que estarão disponíveis online para interagir conforme escolha e combinação de performances escolhidas pelo público.
Os participantes do evento também terão acesso a curtas metragem e montagens dos alunos do 1º e 3º ano de Publicidade e Propaganda da FAE. Os conteúdos serão divulgados nas redes sociais do festival.

Em parceria com o Museu Paranaense, o festival oferecerá de forma online jogos e opções de desenhos para colorir.
No sábado (4), vai ter uma festa online de música brasileira do Paradis Club, que será uma das celebrações de encerramento do 8º Festival de Inverno. A participação é apenas de forma virtual com fotos e vídeos.
O encerramento oficial será no domingo (5) com a Orquestra à Base de Cordas do Conservatório de MPB de Curitiba no canal do Youtube da Rede Empresarial do Centro Histórico, realizadora do evento.

Deixe uma resposta