Paraná Extra

Festival de Ópera começa sexta e será apresentado em quatro cidades

Evento consolidado no cenário curitibano, a quinta edição do Festival de Ópera do Paraná terá 19 grandes produções na capital, nos Campos Gerais e no Oeste paranaense. A programação começa com a estreia mundial do espetáculo Marília de Dirceu, drama curto do paulista Júlio Reis, o mesmo compositor de Sóror Mariana. As duas peças poderão ser vistas no Memorial de Curitiba, sexta-feira (1/11) e sábado (2/11), às 20h. Todos os espetáculos são gratuitos.

“Temos obrigação com a música que carrega nosso sotaque. É nossa tarefa garimpar, estudar e produzir o quê nossos antigos escreveram e que, muitas vezes, nunca foi montado”, diz Gehad Hajar, diretor-geral do evento, que neste ano conta com a direção artística da maestrina bielorrussa Elena Moukhorkina.

Dentre os destaques está a apresentação de uma ópera sacra pelo Agrupamento Musical da Fundação Casa de Mateus, de Portugal, cujo regente, Ricardo Bernardes, é curitibano. “Apresentar uma produção extremamente importante para a cultura lusa na cidade onde nasci é uma alegria”, diz o regente.

Mais uma vez a preocupação com a difusão e a acessibilidade é notada, com audiodescrição e intérprete de libras em algumas das produções, graças à parceria com o Projeto Ver Com As Mãos.

 

Serviço: 5º Festival de Ópera do Paraná
Data: de 1º de novembro à 1º de dezembro
Cidades: Curitiba, Ponta Grossa, Cascavel e Foz do Iguaçu
Programação: www.festivaldeopera.org
Entrada franca – não é necessário retirar ingresso com antecedência

Deixe uma resposta