Paraná Extra

Foz deverA? ser pioneiro em instalar “Internet para todos”

Foz do IguaAi??u serA? o primeiro municAi??pio do ParanA? e um dos primeiros do Brasil a iniciar o programa do governo federal ai???Internet para todosai???.Ai??O Parque TecnolA?gico Itaipu (PTI) tem papel fundamental na realizaAi??A?o do programa na regiA?o Oeste do Estado, pois assume a responsabilidade de ser o articulador e orientador das prefeituras que se interessarem em aderir ao projeto.
O termo de cooperaAi??A?o entre o PTI e o MinistAi??rio da CiA?ncia, Tecnologia, InovaAi??Ai??es e ComunicaAi??Ai??es (MCTIC) jA? estA? em trA?mite, devendo ser assinado ainda no mA?s de abril, em BrasAi??lia, o que vai oficializar o papel do PTI neste processo. Como orientador, o Parque vai prestar apoio tAi??cnico aos municAi??pios e auxiliar as prefeituras na implantaAi??A?o do programa.

Para o gerente de Tecnologia da InformaAi??A?o e ComunicaAi??A?o do PTI, Carlos Araujo, com o programa Internet para todos, o PTI reforAi??a a missA?o do Parque de contribuir para a geraAi??A?o de renda e conhecimento na regiA?o Oeste do ParanA?.

O programa

O objetivo do Internet para todos Ai?? oferecer internet em localidades que ainda nA?o tenham estrutura para isso, podendo um municAi??pio ser contemplado em mais de uma A?rea. O projeto nA?o visa oferecer internet gratuita, mas possibilitar ao usuA?rio um acesso entre dois a cinco megas por um valor estimado de R$ 30,00.

A tecnologia utilizada serA? de internet via satAi??lite e caberA? Ai??s prefeituras a instalaAi??A?o das antenas nas localidades identificadas sem estrutura. O satAi??lite mandarA? sinal para uma antena secundA?ria, em um raio de um quilA?metro, que irA? disparar sinal para outras pequenas antenas (das residA?ncias dos moradores) ligadas Ai?? energia.

As prefeituras interessadas deverA?o se cadastrar no MCTIC e informar as A?reas que nA?o possuem estrutura de internet. O MinistAi??rio mapeou em torno 70 mil pontos de localidades, ou seja, lugares que nA?o tA?m estrutura de internet em todo paAi??s. NA?o hA?, pelo projeto, limite de antenas a serem instaladas.

O custo para as prefeituras serA? somente da energia elAi??trica da primeira antena que vai disparar o sinal para os usuA?rios, sem custo para fazer a implantaAi??A?o ou utilizaAi??A?o da internet. A instalaAi??A?o, cobranAi??a e suporte das antenas para o usuA?rio serA? de responsabilidade da TelebrA?s, empresa de telecomunicaAi??Ai??es estatal brasileira, por meio das empresas terceirizadas de cada municAi??pio.

Apoio

O PTI se coloca Ai?? disposiAi??A?o do MCTIC para ser um agente estratAi??gico na implantaAi??A?o do programa. De acordo com Araujo, o Parque investe serviAi??o tAi??cnico especializado, presta orientaAi??A?o tAi??cnica sem custo e ganha visibilidade na regiA?o. ai???Realizando um trabalho como este, criamos, de fato, a possibilidade de gerar renda, riqueza e conhecimento no Oeste. Estaremos usando nosso corpo tAi??cnico em uma tarefa que Ai?? estratAi??gica e orientativaai???, argumenta.

De acordo com Araujo, a missA?o da A?rea de TI do Parque na iniciativa Ai?? a formaAi??A?o de recursos humanos, a metodologia de formaAi??A?o e de implantaAi??A?o, e a divulgaAi??A?o. ai???Esse Ai?? o nosso trabalho ligado Ai?? pesquisa e inovaAi??A?o, entA?o o PTI Ai?? peAi??a fundamental dentro do programa no Oeste, e se destaca ainda mais no seu desenvolvimento, ajudando no crescimento da regiA?oai???.

Para divulgaAi??A?o deste trabalho, o PTI estA? conversando com as prefeituras do Oeste com apoio da AssociaAi??A?o dos MunicAi??pios do Oeste do ParanA? (AMOP) e explicando sobre a atuaAi??A?o do programa. Os encontros estA?o sendo realizados em duas fases. A primeira delas envolve 25 municAi??pios, entre eles Foz, e jA? foi concluAi??da.

Um grupo de sete municAi??pios jA? se cadastrou ao MCTIC e manifestou interesse em participar do programa, sA?o eles: CafelA?ndia, TupA?ssi, Missal, ItaipulA?ndia, Foz do IguaAi??u, GuaAi??ra, e UbiratA?, por enquanto. Durante o mA?s de maio devem iniciar os encontros com os demais municAi??pios do Oeste.

Deixe uma resposta