Paraná Extra

Frente pelo fim da violência contra mulheres será lançada nesta terça

Debater a violência contra as mulheres para propor políticas públicas para o enfrentamento do problema é o objetivo da audiência pública que acontecerá na manhã desta terça-feira (3), às 9 horas, no Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná. O lançamento da Frente Parlamentar dos Homens pelo fim da violência contra as Mulheres, uma proposta do deputado Professor Lemos (PT), contará com a presença de parlamentares de outros estados, como o deputado estadual gaúcho, Edgar Pretto, coordenador de frente parlamentar que leva o mesmo nome na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e ainda membro do Comitê Mundial ElesPorElas, além de representantes da ONU Mulheres Brasil.

“A frente paranaense nasce de uma demanda que nos foi apresentada. A violência contra as mulheres é uma triste realidade no Brasil e é preciso acabar com isso. Os homens precisam ser conscientizados, sensibilizados e compreender que o combate à violência contra a mulher é uma responsabilidade e uma obrigação de toda a sociedade”, explica o deputado Professor Lemos sobre os índices brasileiros, país que ocupa a quinta posição mundial no ranking de feminicídio, com 4,8 mortes para cada 100 mil mulheres.

O Paraná é o terceiro estado no Brasil em números de feminicídios, com um aumento de 24,6% nas ocorrências de violência doméstica no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018, segundo dados divulgados pelo Governo do Estado. “O feminicídio é uma triste realidade no país. Por exemplo, entre 1980 e 2013, 106 mil pessoas morreram por serem mulheres e 95% dos assassinos são companheiros ou ex-companheiros. Pior, entre as que sofreram algum tipo de violência, 74% são negras ou pardas. Nossa luta é para acabar com isso. A Frente Parlamentar é mais um instrumento para essa luta”, afirma Lemos.

Frente Parlamentar – A Frente Parlamentar de Homens pelo fim da violência contra as Mulheres será integrada pelos deputados: Professor Lemos (PT), coordenador; Ademar Traiano (PSDB); Arilson Chiorato (PT); Cobra Repórter (PSD); Douglas Fabricio (PPS); Delegado Jacovós (PL); Emerson Bacil (PSL); Evandro Araújo (PSC); Francisco Bührer (PSD); Gilson de Souza (PSC); Goura (PDT); Luiz Claudio Romanelli (PSB); Michele Caputo (PSDB); Nelson Luersen (PDT); Paulo Litro (PSDB); Requião Filho (MDB); e Tadeu Veneri (PT).

Deixe uma resposta