Paraná Extra

Fruet quer aliança com o PT já no primeiro turno

O ex-deputado federal e pré-candidato a prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), quer fazer uma aliança com o PT já para a disputa do primeiro turno das eleições do próximo ano. AUma composição viabilizaria o espaço necessário no horário eleitoral gratuito para que o ex-tucano apresentasse suas propostas. Em troca, o partido indicaria o nome para a vice.

 

O assunto deve ser discutido no próximo sábado (17) quando a corrente CNB – Construindo um Novo Brasil, o chamado campo majoritário do Partido dos Trabalhadores (PT), reunirá seus integrantes, militantes e simpatizantes do diretório municipal de Curitiba para um grande encontro de encerramento do ano em torno das discussões a respeito das eleições municipais de 2012.

 

 

Já confirmaram presença os ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Paulo Bernardo (Comunicações), o presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek, e o deputado federal Ângelo Vanhoni, relator do Plano Nacional de Educação – PNE no Congresso Nacional e pré-candidato à prefeitura de Curitiba, além de outros parlamentares e lideranças, como o presidente do diretório estadual do PT-PR, deputado Enio Verri, o deputado estadual Toninho Wandscheer, o prefeito de Pinhais, maior município administrado pelo partido no estado, Luizão Goulart, os vereadores Jonny Stica e Pedro Paulo e o presidente da CUT-PR, Roni Barbosa.

 

 

 

A presidente do PT de Curitiba, Roseli Isidoro, avalia que o momento seja crucial para definir passos que norteiem a atuação da legenda no ano que vem. “O Diretório Nacional aprovou o regulamento das prévias e encontros que acontecerão em 2012 e cujo calendário estabelece o prazo limite de 15 de janeiro para a apresentação de proposta de apoio a candidato a prefeito de outro partido e é isso que vamos debater”, informou Roseli.”Passado esse prazo, restará ao PT de Curitiba apenas o debate em torno da candidatura própria”, acrescentou.

 

 

 

Apesar de ter um nome à disposição do partido para uma eventual candidatura própria, lideranças do campo majoritário têm manifestado por diversas vezes a opinião de que seja necessário construir um amplo diálogo com setores progressistas e populares, identificados com o governo da presidenta Dilma Rousseff e com partidos do arco de alianças do governo federal.

 

 

 

O encontro da CNB está previsto para começar às 9h de sábado. Ele acontecerá no Hotel Lizzon, situado à avenida Sete de Setembro, 2246, no centro de Curitiba, próximo à Rodoferroviária.

Deixe uma resposta