Paraná Extra

Fugitivos da rebelião em Cascavel foram presos no Paraguai

Dois presos que fugiram da Penitenciária Estadual de Cascavel (PEC), no oeste do Paraná, durante a rebelião que se estendeu por 43 horas foram capturados no Paraguai, segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen).Ainda não se sabe, porém, quando eles serão trazidos para o Brasil. Na segunda (13), o Depen confirmou que 39 presos fugiram da unidade durante o motim.
No total, um preso foi morto decapitado e 28 ficaram feridos. Três agentes penitenciários mantido reféns também foram feridos.
Imagens aéreas feitas no sábado (11) mostram os estragos na unidade após o fim da rebelião que durou 43 horas. Na unidade, foram encontrados ainda dois túneis.
O diretor do Depen, Luiz Alberto Cartaxo de Moura, garantiu que mesmo com parte da estrutura danificada os presos permanecerão na PEC. Ele ressaltou que as visitas de familiares permanecerão suspensas até que as reformas no local sejam concluídas. Neste período, apenas policiais, agentes e funcionários que prestam serviços na penitenciária poderão entrar.
Cartaxo informou que trata-se de um “estado de exceção” e que não há previsão de quanto tempo devem durar as obras.

Deixe uma resposta