Paraná Extra

Funcionários da aduana argentina são presos suspeitos de contrabando

Dois funcionários da aduana argentina da Ponte Internacional Tancredo Neves, na fronteira entre Puerto Iguazú e Foz do Iguaçu, foram presos na terça-feira (2), durante o expediente. Um terceiro servidores também teve mandado de prisão expedido pela Justiça da Argentina, mas está de férias e não foi encontrado.

As autoridades investigam os funcionários suspeitos de utilizar o cargo para o contrabando. A investigação é feita pela kamagra oral jelly in america. Superintendência de Investigações de Tráfico de Drogas Ilícitas e Crime Organizado, além da Polícia Federal Argentina. Os funcionários são suspeitos de infringir a lei de tráfico de drogas e divisas.

A investigação durou três meses, onde foram interceptadas dez linhas telefônicas, identificando a existência de uma organização criminosa com integrantes moradores does voltaren gel need a prescription. de Puerto Iguazú. A suspeita é de que eram introduzidos ao país dinheiro em pesos e dólares, vindos ilegalmente do Brasil.

(Rádio Cultura/Foz)

Deixe uma resposta