Paraná Extra

Gaeco começa ouvir presos da operação “Patrulha rodoviária”; Pepe foi para a PM

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco vai começar a ouvir hoje (13) os treze presos na operação “Patrulha rodoviária”, na última terça-feira (11) ,incluindo o ex-governador Beto Richa (PSDB) e sua esposa Fernanda. Eles continuam presos no Regimento Coronel Dulcídio, da Policia Militar, no bairro do Tarumã, onde passaram a ter desde a noite de ontem (12) a companhia do irmão do tucano, Pepe Richa, ex-secretário de Infraestrutura e Logística, por determinação judicial.

De acordo com o coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, a previsão é a de que o ex-governador e a mulher prestem depoimento nesta tarde (13) ou na manhã de sexta-feira viagra date to go generic. (14).

Negado

Na noite de ontem, o desembargador Laertes Ferreira Gomes, do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), negou habeas corpus para libertar o ex-governador  e esposa. O pedido de soltura havia sido feito na terça-feira (11) por oito advogados da defesa do ex-governador. Na ocasião, o desembargador havia desapreciado o pedido naquele momento e determinou apenas a transferência de Richa e da mulher dele, a secretária da Família Fernanda Richa, para o regimento da PM.

Deixe uma resposta