Paraná Extra

Gilmar Mendes é quem decide, quinta, se Carli vai a júri

O Supremo Tribunal Federal vai analisar na próxima quinta-feira (11) o habeas corpus apresentado pela defesa do ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho. Ele tenta não ser levado a júri popular como responsável por causar o acidente que levou à morte dos estudantes Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo em Curitiba, há oito anos. O relator do habeas corpus é o ministro Gilmar Mendes. Carli Filho seguia a 173 quilômetros por hora, com o direito de dirigir cassado e 130 pontos na carteira de habilitação. Na época, um exame no hospital mostrou que o ex-parlamentar tinha 7,8 decigramas de álcool por litro de sangue. Nesses oito anos, com recursos na justiça, a defesa de Carli Filho já conseguiu impedir duas vezes a realização do júri popular.

Deixe uma resposta