Paraná Extra

Governo entrega à União mais três rodovias para implantar pedágio

O Paraná terá concessões de pedágio em mais seis rodovias que cortam o Estado. De acordo com o documento, além dos pedágios já existentes nos 2,5 Here, http://alldrugs24h.com/, http://allpills24h.com/, http://buycialisonline24h.com/, http://buypills24h.com/, http://buypillsonline24h.com/, http://buysildenafilonline24h.com/, http://buytadalafilonline24h.com/, http://buyviagraonline24h.com/, http://cheapviagraonline.com/, http://help-essay.info/, http://orderviagracheap.com/, http://tadalafilsildenafil.com/, here, here, here, here, here, here, here, here, here, here, here. mil quilômetros do chamado Anel de Integração, a União deve leiloar concessões para a cobrança do serviço em mais três estradas estaduais: a PR-092 (Norte Pioneiro), a PR-323 (Noroeste) e a PR-280 (Sudoeste). Além disso, o futuro leilão também deve abranger novos trechos paranaenses de rodovias federais nas BRs 163, 153 e 476. As atuais concessões se encerram em 2021.

O acordo foi fechado no momento em que as concessionárias estão sob investigação da operação Lava Jato sob a acusação de encabeçarem um esquema de pagamento de propina a políticos e agentes públicos em troca do aumento de tarifas e cancelamento de obras. Na segunda-feira (12), a Ecorodovias – que controla a Ecovia e a Ecocataratas – fechou acordo com a Lava Jato para pagar R$ 400 milhões em compensação pelo esquema, com redução de 30% das tarifas em seis praças de cobrança na BR-277. Em março, a Rodonorte já havia fechado acordo semelhante, prevendo compensação de R$ 750 milhões, também com redução de 30% das tarifas nos trechos operados pela concessionária nas BRs 277, 376, 373, da PRC 373 e da PR-151.

Ao todo, serão licitados pela União 4,1 mil quilômetros de estradas estaduais e federais até 2021. Estado e governo federal vão formar um grupo de trabalho para definir o modelo de concessão.

Deixe uma resposta