Paraná Extra

Governo volta atrás e permite contratação de professores nas universidades

Depois de duas universidades estaduais (UEL e Unicentro) anunciarem a suspensão do calendário acadêmico, que começaria nesta segunda-feira (19), devido a um decreto estadual que não teria autorizado a carga horária necessária para a contratação de professores temporários, o governo anunciou que autorizou a contratação dos profissionais.

Uma nova publicação, que substitui o editado na sexta-feira, autoriza agora as sete universidades estaduais a utilizar 55 mil horas por semana para a contratação dos professores por tempo determinado.

Segundo o secretário de estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, o decreto da semana passada autorizava a contratação de 35 mil horas, mas já previa a possibilidade de ampliação, de acordo com a necessidade de cada instituição, mas a pasta achou melhor editar um novo decreto.

Gomes afirmou que os professores temporários para atender à grade curricular já foram selecionados pelas universidades estaduais e já podem começar a dar aulas.

Deixe uma resposta