Paraná Extra

Graciosa vai ressarcir passageiros de ônibus incendiado

Os passageiros que perderam seus pertences no incêndio em um ônibus, na BR-277, na noite de terça-feira (3), serão ressarcidos pela empresa Viação Graciosa. O veículo era da Rimatur e foi fretado pela Viação Graciosa. A empresa irá ressarcir os passageiros em um prazo de 30 dias.

O ônibus pegou fogo por volta das 19h40 de terça, no quilômetro 39, no sentido litoral-Curitiba, da BR-277 entre Curitiba e o Litoral do Paraná , na região da Serra do Mar.

Cerca de 45 pessoas estavam dentro do veículo na hora do incidente, mas ninguém ficou ferido. Os passageiros e o motorista conseguiram sair antes de o fogo se espalhar. Todo o ônibus foi queimado e toda a bagagem foi destruída pelo fogo.

De acordo com a Viação Graciosa, os passageiros que estavam no ônibus que queimou devem comparecer ao guichê da empresa na Rodoferroviária. Será preciso preencher o formulário de extravio de bagagem e declarar tudo o que foi perdido. Para facilitar o processo, a pessoa deve anexar uma cópia do ticket de embarque e colocar o número no formulário.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (41) 3223-0873 e (41) 3213-5511.

Atendimento ao incidente

De acordo com a concessionária Ecovia, o veículo de socorro demorou cerca de 40 minutos para chegar ao local do incidente por causa do congestionamento. O trecho de Serra não tem acostamento e o caminhão não conseguia trafegar. O incidente ocorreu no quilômetro 39 e o veículo saiu do 35. A Ecovia disse que o veículo pequeno (de orientação e sinalização do trânsito) chegou ao local em menos de 10 minutos, mas não continha os equipamentos necessários para controlar o incêndio.

Uma das testemunhas do incêndio foi o motorista Altamir dos Santos, 47 anos, que estava em um veículo nas proximidades do ônibus. Ele contou que muitas pessoas tentaram apagar o fogo com os extintores de seus veículos, mas não foi o suficiente. “Foi um susto. As pessoas estavam desesperadas tentando abrir o bagageiro, mas não deu tempo. O importante é que ninguém ficou ferido”, afirmou Santos.

Trânsito

O tráfego ficou interditado durante cerca de uma hora. Uma pista foi liberada por volta das 20h15. Até as 21 horas, o trânsito fluía em apenas uma pista, mas o deslocamento dos veículos era lento e o congestionamento tinha cerca de 10 quilômetros, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Por volta das 22 horas, segundo a concessionária Ecovia, a pista já havia sido totalmente liberada.

Motor

O agente da PRF Elias Carvalho, do posto da Polícia Rodoviária Federal em Paranaguá, explicou que as primeiras informações dão conta de que uma senhora viu fumaça enquanto estava no banheiro do ônibus e alertou os demais passageiros. Por isso, acredita-se que o início do fogo tenha relação com o motor do veículo. “Uma senhora teria ido ao banheiro e constatado sinais de fumaça. Ela deu o alarme e todos saíram correndo. Rapidamente, o fogo tomou conta. (O incêndio) teria começado na parte traseira, no motor”, relatou.
(Gazeta do Povo)

Deixe uma resposta