Paraná Extra

Greca nega que Curitiba entrará em colapso, mas já faltam medicamentos

Em vídeo gravado no Passeio Público e postado hoje (25) nas redes sociais, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, negou que a Capital vá entrar em colapso por falta de leitos para a Covid-19, como já chegaram a admitir médicos e pessoal da saúde do próprio município. Greca anunciou também que está abrindo mais um hospital com 40 leitos para a doença, onde funcionava o antigo Instituto de Medicina do Paraná, que foi fechado no ano passado, e que recebeu cem novos respiradores do Ministério da Saúde.

Ao mesmo tempo, uma fonte da Secretaria Municipal da Saúde informou que Curitiba tem medicamentos para tratar a Covid-19 para apenas mais 20 dias. A falta é principalmente de anestésicos, que são indispensáveis para manter a entubação do paciente quando ele é internado na UTI. Os medicamentos estão em falta em todo o país e cirurgias já começam a ser canceladas pela falta do produto.

Ontem, segundo a Prefeitura, a taxa de ocupação das 223 UTIs do SUS exclusivas para covid-19 na capital era de 83% – todos aqueles que deram entrada no internamento com sintomas de síndromes respiratórias agudas graves vão para leitos exclusivos covid-19 e não apenas os com casos confirmados.

Deixe uma resposta