Paraná Extra

Greve afeta o Porto de ParanaguA?: containers, fertilizantes e soja

O Porto de ParanaguA? contabiliza prejuAi??zos, desde segunda-feira (21), com a greve dos caminhoneiros.

Nos A?ltimos dois dias, o pA?tio de caminhAi??es de recebimento de soja estA? praticamente vazio. Segundo a AdministraAi??A?o dos Portos de ParanaguA? e Antonina (Appa), em 24 horas, mais de mil caminhAi??es de grA?os de soja deveriam ter entrado no local. Ao todo, apenas 47 conseguiram chegar ao destino.

Mesmo assim, os embarques para exportaAi??Ai??es continuam. Segundo o porto, seriam necessA?rios cerca de dez a 15 dias sem a entrada de veAi??culos para que as exportaAi??Ai??es de grA?os fossem afetadas, uma vez que os armazAi??ns continuam cheios.

A manifestaAi??A?o dos motoristas nas proximidades, principalmente na rodovia BR 277, nA?o chegou a bloquear a passagem nas vias de acesso, no entanto, nA?o hA? qualquer caminhA?o por ali, nem mesmo descendo a serra.

O diretor presidente da Appa, LourenAi??o Fregonese, foi entrevistado hoje (23) pela manhA? por uma emissora de rA?dio da cidade e ferz um relato da situaAi??A?o:

ai???Quando falamos em greve dos caminhoneiros, sabemos que o caos Ai?? imediato e jA? tem ocasionado problemas nas A?reas de containers, fertilizantes que inclusive jA? estA? parada por conta dos caminhoneiros de ParanaguA? terem aderido tambAi??m Ai?? greve em solidariedade a todos os motoristas do Brasilai???, afirmou LourenAi??o Fregonese.

Deixe uma resposta