Paraná Extra

Grupo de pianistas tocará por 24 horas ininterruptas em Curitiba

Uma maratona musical. Pianistas do Coletivo Pianovero e pianistas convidados irão realizar em Curitiba o que é considerado como a peça para piano solo mais longa da história, a obra Vexations, do compositor e pianista francês Erik Satie. O recital acontece na Sala de Exposições do Teatro Guaíra nos próximos dias 24 e nolvadex online india. 25, das 19h30 às 19h30.

Vexations foi escrita em 1893, resgatada do esquecimento em 1949 por Henri Sauget, um amigo de Satie, e apresentada pela primeira vez em 1963 por John Cage em Nova York. Em 2018, o Coletivo Pianovero recria a performance, com a participação de mais de 20 pianistas, que se revezarão durante 24 horas para executar a obra seguindo as instruções do compositor para se tocar 840 vezes em sequência, “dentro de um grande silêncio e de uma imobilidade séria”.

A performance será realizada pelo Coletivo Pianovero e pelos pianistas convidados Alberto Heller, André Bertoncini, Beatriz Deschamps, Julia Saggin, Soraia Luders, Wilson Dittrich e Zelia Chueke.

Segundo a diretora musical, Vera Di Domênico, a grande extensão da obra torna sua execução e audição um desafio transcendente, apesar da aparente simplicidade. “Nós apresentaremos esta obra em sua totalidade em Curitiba, e acreditamos que tal repetitividade nos leva a refletir sobre o paradoxo da cultura contemporânea, que sobrevive tanto pela repetição obsessiva e plana de certos motivos – como bem retratou Andy Warhol em sua pop art – como na renovação doentia de produtos para consumo. Mas a repetitividade também detém um diálogo com a afetividade: a repetição é um fator constitutivo da nossa percepção do mundo e da sedimentação de um repertório particular, ao transformar o desconhecido ou exótico em familiar e pessoal”.

A performance será transmitida ao vivo em tempo integral e o público poderá circular à vontade, respeitando um nível de silêncio necessário à audição do instrumento.

Coletivo Pianovero (Facebook e Instagram – @coletivopianovero)

O Coletivo Pianovero assumiu este nome em 2018 e é um grupo de pianistas profissionais e amadores que realizam projetos pianísticos há diversos anos a partir de Curitiba, sempre com direção musical de Vera Di Domênico, sua idealizadora e coordenadora. Hoje o coletivo é composto pelos pianistas Analena Bordin, Eneida Holzman, Giulia Ferreira, Grace Filipak Torres, Julia Deschamps, Karine Kawamura, Lilian Nakahodo, Lucas Dias, Marcele Cotosky, Matheus Fedrigo, Monica Han, Silvio Silva Júnior, Taciana Basso e Vera Di Domenico (ordem alfabética).

Saiba mais

Interpretações estéticas e filosóficas sobre Vexations diferem muito. Muitas pessoas a veem como a maior e mais bem-sucedida peça de puro blefe de Satie.  Outros a vem como precursora da música dodecafônica e outros, ainda, como uma tentativa de usar o tédio construtivamente para fins artísticos, como um jogo de repetições sem fim, cuja monotonia se aproxima do silêncio. Satie era um místico, então talvez também seja possível analisar numerologicamente as 840 vezes que a obra é repetida: 8 – o infinito; 4 – o mundo manifestado; 0 – a perfeição: “no infinito a manifestação encontra a perfeição”.
Não se sabe o que Satie realmente pretendia com Vexations: melhor ouvir e decidir por conta própria.

SERVIÇO:
VEXATIONS – 840 vezes Satie
ONDE: SALA DE EXPOSIÇÕES DO TEATRO GUAÍRA
QUANDO: Dias  24 e 25 de novembro de 2018 – sábado e domingo
HORÁRIOS: das 19h30m de sábado às 19h30m de domingo.
INGRESSOS: livre – contribuição espontânea e livre no local

Ficha técnica:
Realização: Coletivo Pianovero
Direção musical: Vera Di Domênico
Piano e afinação: Donizete  Bonifácio

Deixe uma resposta