Paraná Extra

IBGE diz que safra de grA?os deste ano deve ser 0,2% menor que a 2018

O Instituto Brasileiro de Geografia e EstatAi??stica (IBGE) divulgou hoje (8) sua primeira estimativa para a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2019. Segundo o prognA?stico, a safra deverA? ser 0,2% menor que a 2018, que deve ter uma queda de 5,6% em relaAi??A?o a 2017.

Em nA?meros absolutos, espera-se que a produAi??A?o em 2019 chegue a 226,7 milhAi??es de toneladas, abaixo das 227,2 milhAi??es de toneladas previstas para 2018.

Segundo cloridrato de ciprofloxacino. o IBGE, o recuo de 0,2% de 2018 para o ano que vem serA? puxado por quedas em quatro regiAi??es: regiAi??es Norte (-0,3%), Nordeste (-8,8%), Sudeste (-1,9%) e Centro-Oeste (-1,4%). Apenas a regiA?o Sul deverA? ter alta: 4,1%.

Quatro das seis principais lavouras de grA?os deverA?o ter recuo de produAi??A?o no ano que vem: trigo (-12,5%), algodA?o herbA?ceo em caroAi??o (-2,8%), arroz em casca (-4,2%) e soja em grA?o (-1%). SA?o esperadas altas de 0,3% na safra do feijA?o e de 2,6% no milho em grA?o.

Safra de 2018
A safra de 2018 ainda nA?o foi fechada e, assim, o IBGE tem apenas uma estimativa do que serA? a produAi??A?o deste ano, com base no que jA? foi colhido nos dez primeiros meses do ano e no que se espera para novembro e dezembro.

Segundo a estimativa de safra de 2018, feita em outubro, o ano fecharA? canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy, canadian health and care pharmacy. com queda de 5,6% em relaAi??A?o a 2017.

Dos seis principais produtos, deverA?o ter alta a soja (2,4%), algodA?o (28,4%) e o trigo (37%). SA?o esperadas quedas de 17,9% para o milho, de 5,6% para o arroz e de 9,6% para o feijA?o.

Capacidade de armazenamento cresce 1,2%
O total da capacidade de armazenamento de produtos agrAi??colas disponAi??vel no Brasil cresceu 1,2% do segundo semestre de 2017 para o primeiro semestre de 2018. Com isso, os silos e armazAi??ns fecharam o semestre com capacidade para guardar 169 milhAi??es de toneladas.

O dado foi divulgado hoje (8), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e EstatAi??stica (IBGE). Entre os pontos de estocagem, os silos sA?o o principal tipo, com capacidade de armazenar 81,1 milhAi??es, seguidos pelos armazAi??ns graneleiros (63,6 milhAi??es) e armazAi??ns convencionais (24,3 milhAi??es).

De acordo com o IBGE, o atlantic drugs reviews, atlantic drugs reviews, atlantic drugs reviews, atlantic drugs reviews, atlantic drugs reviews, atlantic drugs reviews. estoque de produtos agrAi??colas chegou a 58,3 milhAi??es de toneladas no primeiro semestre deste ano, 400 mil toneladas a menos do que no mesmo perAi??odo do ano passado.

Os alimentos com maior volume estocado foram: soja (37 milhAi??es de toneladas), seguido pelo milho (10,7 milhAi??es), arroz (4,9 milhAi??es), trigo (2 milhAi??es) e cafAi?? (762 mil toneladas).

(AgA?ncia Brasil)

Deixe uma resposta