Paraná Extra

Identificado quem roubou e torturou deputado estadual

Um dos suspeitos de ter roubado o deputado.

Um dos suspeitos de ter roubado o deputado.

A Delegacia de Furtos e Roubos divulgou agora à tarde (12) imagens de um dos suspeitos de ter assaltado a residência do deputado estadual Luiz Accorsi, no bairro Santa Felicidade. O crime aconteceu na noite do dia 21 de outubro e teria sido praticado por uma dupla que costuma agir na região.

 

Cinco dias depois do assalto, a polícia divulgou o retrato falado de Alamir Fernandes, de 23 anos, conhecido como Mingo. Agora, o suspeito está com a prisão preventiva decretada. “Para quem não tinha nenhuma imagem ou outra forma de identificação, ter a prisão preventiva decretada pode ser considerado um grande avanço”, afirmou o delegado Guilherme Rangel.

 

O outro suspeito ainda não foi identificado e a delegacia segue trabalhando no caso.

 

O assalto

 

A casa do deputado Luiz Accorsi foi assaltada por volta das 19h15 da noite de sexta-feira, dia 21 de outubro. Dois assaltantes armados renderam a mulher do deputado assim que ela chegou em casa, localizada na rua Wanda Wolf.

 

A mulher de Accorsi foi obrigada a abrir o portão eletrônico e entrar com os dois ladrões dentro de casa. As duas funcionárias que estavam na residência foram rendidas. As vítimas contaram à polícia que, neste momento, os bandidos começaram a agredir a esposa do deputado para que ela indicasse os locais de produtos de valor dentro da casa. Eles chegaram a colocar a arma dentro da boca da proprietária e, por diversas vezes, apontaram em direção à cabeça das funcionárias.

 

 

(Portal Banda B)

Deixe uma resposta