Paraná Extra

Índice de Confiança do Empresário do Comércio volta a ficar positivo

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) voltou ao patamar positivo após meses em baixa por causa da pandemia. O indicador, aferido pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), chegou a 104,6 pontos em outubro, superando os 100 pontos em cinco meses. Em abril o índice começou a cair e desde maio estava abaixo da linha de satisfação. Na comparação com setembro, o ICEC cresceu 12,9%.

Na segmentação por porte do estabelecimento, os dirigentes de médias e grandes empresas demonstram maior confiança, com aumento de 16,3% no indicador na comparação com o mês anterior e pontuação de 139,8 pontos, ante os 104,0 pontos entre os micro e pequenos empreendedores.

Todos os subindicadores da pesquisa tiveram alta mensal. O fator com maior ampliação foi Condições Atuais do Empresário do Comércio (ICAEC), com elevação de 33,7%. As Expectativas do Empresário do Comércio (IEEC) subiram 7,9% e os Investimentos do Empresário do Comércio (IIEC), 9,2%.

No aspecto investimentos, 72,3% dos empresários pretendem contratar novos colaboradores, especialmente as empresas de médio e grande porte, entre as quais o índice de expectativa de contratação de funcionários é de 161,5 pontos, ante 127,3 pontos entre as micro e pequenas empresas do comércio.

O nível de investimento na empresa também é maior entre os estabelecimentos com mais de 50 empregados, com 131,6 pontos. Já entre as empresas menores, a pontuação é 81,3.

A maioria das empresas (52,0%) considera que seu estoque está adequado para o momento, enquanto 28,0% o consideram acima do necessário e, 18,9%, abaixo do adequado.

 

Deixe uma resposta