Paraná Extra

Indice de infestaA�A?o por dengue caiu 44% no quadrimestre

O A�ndice de infestaA�A?o do mosquito Aedes aegypti caiu 44% no ParanA?, no primeiro quadrimestre do ano, de acordo com a Secretaria de Estado da SaA?de (SESA).

Dos 320 municA�pios paranaenses infestados, que monitoram a presenA�a do inseto transmissor da dengue, zika e chikungunya, apenas 65 estA?o em alerta grave. O secretA?rio estadual da SaA?de, AntA?nio Carlos Nardi, destaca que as polA�ticas pA?blicas aliadas ao empenho da populaA�A?o em manter os terrenos limpos, foram fundamentais para reduzir o risco das doenA�as.

A cada dois meses, equipes de vigilA?ncia dos municA�pios devem fazer o Levantamento do A?ndice de InfestaA�A?o por Aedes aegypti atravA�s de visitas domiciliares. No primeiro ciclo de visitas, em janeiro e fevereiro deste ano, 87 municA�pios apresentavam nA�vel satisfatA?rio de infestaA�A?o predial, 142 estavam em alerta e 118 municA�pios em nA�vel de risco. No segundo ciclo de visitas, entre marA�o e abril, 94 municA�pios apresentaram nA�vel satisfatA?rio, 146 municA�pios estavam em alerta e apenas 65 municA�pios em situaA�A?o de risco. Segundo a coordenadora de VigilA?ncia Ambiental da Secretaria de Estado da SaA?de, Ivana Belmonte, a aA�A?o dos agentes de endemias, aliados A� mobilizaA�A?o social e a queda das temperaturas contribuem para a diminuiA�A?o das infestaA�A�es no estado. O secretA?rio da SaA?de alerta que os cuidados de prevenA�A?o sA?o obrigaA�A?o de todos e devem ser feitos de forma contA�nua.

Entre os cuidados preventivos estA?o: evitar o acA?mulo de lixo e entulhos; deixar sacolas e recipientes com lixo fechados; manter as caixas da��A?gua sempre vedadas; remover a sujeira das calhas e ralos; verificar bandejas de ar-condicionado e geladeiras, mantendo-as limpas e sem A?gua; e manter vasos sanitA?rios sem uso fechados.

(CBN)

Deixe uma resposta