Paraná Extra

Indústria cria hub de inteligência artificial no Paraná

Fruto de parceria entre CNI, SENAI e FIEP, centro vai promover adoção de tecnologias em empresas do estado e do país

 

Londrina ganhou, nesta segunda-feira (30), o Hub de Inteligência Artificial para promover o uso de novas tecnologias, como computação em nuvem, big data e machine learning, para impulsionar a competitividade na indústria do país. A criação do centro é fruto de uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), em parceria com a Federação de Indústrias do Estado do Paraná (FIEP).

O presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, explicou que o hub de Londrina se junta à rede de Institutos SENAI de Inovação e de Tecnologia e reiterou o compromisso do Sistema Indústria no fomento à inovação, sobretudo com a chegada da Indústria 4.0. “É consenso que não há futuro para a indústria brasileira sem inovação. Tornar a inovação acessível Here, http://alldrugs24h.com/, http://allpills24h.com/, http://buycialisonline24h.com/, http://buypills24h.com/, http://buypillsonline24h.com/, http://buysildenafilonline24h.com/, http://buytadalafilonline24h.com/, http://buyviagraonline24h.com/, http://cheapviagraonline.com/, http://help-essay.info/, http://orderviagracheap.com/, http://tadalafilsildenafil.com/, here, here, here, here, here, here, here, here, here, here, here. para todas as empresas, independentemente do segmento e do porte, é uma grande questão que estamos enfrentando. O SENAI tem sido fundamental nesse processo”, complementou.

Robson Andrade explicou que a cidade paranaense foi escolhida por ter um ecossistema de inovação em ascenção. “O Paraná tem uma tradição forte nas áreas de tecnologia e inovação e Londrina tem um ambiente favorável para o desenvolvimento da inteligência artificial”, disse, na inauguração. Londrina tem densidade crescente no número de empresas de TI e startups ligadas à indústria 4.0, além de ser importante polo universitário, com mais de 40 mil alunos e pesquisadores em áreas conectadas ao tema inteligência artificial.

“A ideia do Hub é impulsionar esse ecossistema de tecnologia de Londrina, estabelecendo parcerias com startups, pequenas e grandes empresas na área de desenvolvimento de inteligência artificial, Here, http://alldrugs24h.com/, http://allpills24h.com/, http://buycialisonline24h.com/, http://buypills24h.com/, http://buypillsonline24h.com/, http://buysildenafilonline24h.com/, http://buytadalafilonline24h.com/, http://buyviagraonline24h.com/, http://cheapviagraonline.com/, http://help-essay.info/, http://orderviagracheap.com/, http://tadalafilsildenafil.com/, here, here, here, here, here, here, here, here, here, here, here. machine learning e cloud computing, que são as competências essenciais e portadoras do futuro”, afirmou Rafael Lucchesi, diretor-geral do SENAI Nacional.

CONEXÃO INDÚSTRIA – O Hub de Inteligência Artificial terá o desafio de promover a adoção da tecnologia pelas indústrias, criando conexão entre as demandas das empresas, a academia e startups, desenvolvendo um ambiente único de inovação e gerando impacto em várias esferas da sociedade. Osmar Alves, vice-presidente do Sistema Fiep, acredita que a iniciativa consolida o potencial da região na área da tecnologia da informação. “O empreendimento vai trazer desenvolvimento e tecnologia de ponta para a cidade, além de atrair novas empresas do setor de TI para cá”, completa.

Segundo Jared Andrade, CEO da QExpert – empresa que vai usufruir da estrutura do Hub –, o mercado o espaço ajudará a responder as demandas do mercado por novos desenvolvimentos em inteligência artificial. “A indústria vai ser beneficiada com o Hub ao preparar profissionais qualificados, trazer desafios para serem resolvidos aqui dentro e até mesmo ao criar novas tecnologias” conclui.

Marcelo Belinati, prefeito de Londrina, acredita que o Hub complementa a estrutura tecnológica da cidade, composta por mais de 2 mil empresas na área de tecnologia de informação, 400 startups e uma legislação avançada na área. “O Hub veio para agregar todo esse ecossistema que existe e vai consolidar a cidade de Londrina como um importante polo de referência em soluções tecnológicas para o Brasil e para o mundo”, diz.

Deixe uma resposta