Paraná Extra

Intenção de Consumo das Famílias paranaenses começa o ano em alta

 

 

 

 

 

 

O Índice de Intenção de Consumo das Famílias (ICF) paranaenses ingressou 2021 em alta. De acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR), o indicador teve crescimento de 2,7% em janeiro, ao passar de 95,0 pontos em dezembro para 97,6 pontos neste mês. Este é o melhor resultado desde maio de 2020 e foi a sexta elevação consecutiva.

O índice melhorou em todas as classes econômicas e marca 97,2 pontos entre as famílias com renda até dez salários mínimos e 99,2 pontos nas famílias com renda acima deste patamar.

Verifica-se que o indicador paranaense está próximo a retornar aos 100 pontos, parâmetro considerado favorável. O cenário de consumo no Paraná está bastante acima da média nacional, que marca 73,6 pontos em janeiro, com variação mensal positiva de 0,7%.

O fator que mais contribuiu para o aumento do índice de consumo no Estado foi a Perspectiva de Consumo para os próximos meses, que registrou variação mensal de 14,3%. O Nível de Consumo Atual também subiu de maneira consistente, com elevação de 5,5% na comparação com dezembro.

A situação no emprego é o que motivou os paranaenses a retomarem o consumo. O quesito Emprego Atual teve ampliação de 3,5% em relação ao último mês de 2020, e a parcela da população que se sente mais segurança com relação ao emprego voltou ao patamar anterior à pandemia, com 41,2%. Para completar, a Perspectiva Profissional cresceu 2,9% em janeiro.

Da mesma forma, o aspecto Renda Atual mostra alta de 1,3% sobre dezembro e 52% dos paranaenses consideram que a renda familiar está melhor do que no mesmo período do ano passado, enquanto 30,9% acham que está igual e 17,2% julgam estar pior.

 

Deixe uma resposta