Paraná Extra

Já chegam a 53 os macacos encontrados mortos no Paraná

Já são 53 as mortes de macacos por febre amarela no Paraná segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Em uma semana, houve aumento de cinco confirmações de mortes. O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira (12) e leva em conta as ocorrências desde julho do ano passado.

Não há casos confirmados da doença em humanos, mas 19 suspeitas são investigadas. Outras 60 já foram descartados. As mortes dos animais indicam que o vírus está em circulação, no entanto, o macaco não transmite a febre amarela. Nesta semana, as mortes confirmadas ocorreram em São João do Triunfo, no sul do estado, que agora soma cinco casos.

A outra ocorrência foi em Castro, nos Campos Gerais, que chegou a 12 mortes de macacos. A forma mais eficaz de se proteger é a vacinação, que está disponível nas Unidades Básicas de Saúde. O público-alvo para vacinação da febre amarela é dos nove meses até 59 anos. Desde 2018, todas as cidades paranaenses passaram a ser área com recomendação vacinal para febre amarela.

Deixe uma resposta