Paraná Extra

Jogos de futebol com torcida A?nica serA?o testados em projeto-piloto

Jogos de futebol com a presenAi??a exclusiva de torcedores do time mandante serA?o testados em Curitiba, a partir de projeto-piloto proposto pelo MinistAi??rio PA?blico do ParanA?, com o apoio da PolAi??cia Militar e da Delegacia MA?vel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe). O assunto vem sendo discutido com representantes dos trA?s maiores clubes da capital e suas torcidas organizadas, alAi??m da FederaAi??A?o Paranaense de Futebol. A medida busca reduzir as ocorrA?ncias de atos de violA?ncia entre torcidas rivais, dentro e fora dos estA?dios e, consequentemente, a quantidade de efetivo policial necessA?rio nos dias de jogos.

Atualmente, com a presenAi??a de torcedores de ambos os times nos estA?dios, Ai?? grande a necessidade de deslocamento de parcela considerA?vel da forAi??a policial. Isso porque alAi??m da seguranAi??a no estA?dio e seu entorno, todo o percurso feito pelas torcidas organizadas atAi?? os locais dos jogos Ai?? acompanhado por escolta de policiais militares que precisam ser remanejados de seus postos de trabalho em outros pontos da cidade e atAi?? da regiA?o metropolitana.

De acordo com o promotor de JustiAi??a Maximiliano Ribeiro Deliberador, somente a partir do projeto-piloto serA? possAi??vel avaliar os reais impactos para a sociedade, especialmente quanto Ai?? seguranAi??a pA?blica. Dados da Promotoria de JustiAi??a do Consumidor da Capital mostram que em SA?o Paulo, onde a medida jA? foi adotada, algumas mudanAi??as foram observadas, como a reduAi??A?o em 31% do efetivo do BatalhA?o de Choque e 15% do efetivo externo da PolAi??cia Militar, necessA?rios nos dias de partida, a diminuiAi??A?o em 65% do total de escoltas realizadas para o acompanhamento das torcidas e o aumento em 23% do pA?blico presente nos jogos. No ParanA?, a expectativa Ai?? de que os nA?meros sejam ainda mais expressivos, uma vez que, diferente de SA?o Paulo, em Curitiba a medida nA?o se restringirA? aos clA?ssicos.

AlAi??m da diminuiAi??A?o da violA?ncia e do custo, que acaba sendo arcado pelo cidadA?o que paga pelas estruturas de polAi??cia, busca-se trazer de volta aos estA?dios aqueles que, porAi??receio de ocorrA?ncias de violA?ncia, se afastaram.

Inicialmente, conforme discutido com os Clubes e suas torcidas, o projeto-piloto ocorrerA? somente nos jogos realizados na Arena da Baixada. A intenAi??A?o, segundo a Promotoria de JustiAi??a Ai?? que, apA?s as experiA?ncias iniciais, a medida, uma vez vitoriosa, possa ser estendida aos estA?dios dos demais clubes da capital.

Deixe uma resposta