Paraná Extra

Justiça aceita ação para impugnar mandado do prefeito de Foz

A Justiça Eleitoral em Foz do Iguaçu acatou na última semana uma ação de impugnação de mandato do prefeito Chico Brasileiro e do vice, Francisco Sampaio, os dois do Partido Social Democrático (PSD).

A ação foi acatada pelo juiz Gabriel Leonardo Souza de Quadros, da 14ª Zona Eleitoral e segue em segredo de justiça. O conteúdo seria uma doação irregular de campanha. Os envolvidos tem um prazo de sete dias para se manifestar.

O pedido foi feito pelo partido Podemos, que teve Paulo Mac Donald Ghisi como candidato a prefeito nas eleições de 2020, ficando em segundo lugar com 39,27% dos votos válidos, contra 41,29% de Chico Brasileiro.

O advogado que representa o prefeito e vice-prefeito de Foz do Iguaçu, Atanásio Sávio, informou nesta segunda-feira (1) que ainda não teve acesso aos altos do processo, mas confirmou que se trata de uma doação de campanha.

“Nos causou uma estranheza toda a divulgação desse evento, sendo que está em segredo de justiça. Em relação a esta ação, o que o juiz analisou o trâmite da ação. Não há nenhuma análise de mérito da ação. Vamos contestar no prazo adequado”, disse Sávio.

De acordo com o advogado, a ação é tecnicamente inconsistente e que apenas o vice-prefeito foi citado até o momento. “Neste momento não há qualquer irregularidade quanto a doações da campanha. Todas as doações foram regulares e estão de acordo com a legislação”, disse.

Deixe uma resposta