Paraná Extra

Justiça aceita mais uma denúncia no caso da operação “Quadro Negro”

A JustiA�a do ParanA? aceitou mais uma denA?ncia oferecida pelo MinistA�rio PA?blico do ParanA? (MP-PR) contra o dono da Construtora Valor, Eduardo Lopes de Souza, o ex-diretor da Secretaria de EducaA�A?o do ParanA? (Seed) MaurA�cio Fanini, e mais dois investigados da OperaA�A?o Quadro Negro pelo crime de organizaA�A?o criminosa.Com isso, eles se tornam rA�us no processo. Fanini estA? detido na sede da PolA�cia Federal (PF), em BrasA�lia, apA?s denA?ncia de que teria recebido ameaA�as,A�e tenta um acordo de delaA�A?o premiada. JA? Eduardo Lopes A� o principal delator da operaA�A?o e estA? em liberdade sendo monitorado com tornozeleira eletrA?nica.
A Quadro Negro apura o desvio de mais de R$ 20 milhA�es na construA�A?o e reformas de escolas estaduais do ParanA?. Esta A� a quarta aA�A?o penal da operaA�A?o.

“No que toca A�s mediA�A�es, tambA�m concorreu para a prA?tica delitiva o ora denunciado Eduardo Lopes de Souza, o qual, por nove vezes, ciente da licitude e reprovabilidade de sua conduta, da mesma forma, afirmou que certo serviA�o contratado havia sido executado, quando, em verdade, nA?o havia, fazendo-o com o fim de criar obrigaA�A?o ao estado do ParanA? de efetuar o repasse de verbas a Valor Construtora e ServiA�os Ambientais LTDA”, afirma o MP-PR com relaA�A?o a uma das obras citadas no processo.

Os outros dois rA�us sA?o Joseli Teixeira e Evandro Machado.
O advogado Omar Geha, que defende MaurA�cio Fanini, nA?o quis se manifestar.
A OperaA�A?o Quadro Negro encontrou indA�cios de desvios de dinheiro na construA�A?o de diversas escolas estaduais. Segundo as investigaA�A�es, a Construtora Valor recebeu cerca de R$ 20 milhA�es pelos contratos firmados com o poder pA?blico, mas nA?o entregou as obras.

(G1)

Deixe uma resposta