Paraná Extra

Justiça arquiva denúncia de Petraglia contra Malucelli

O Ministério Público arquivou na tarde desta terça-feira (10) o processo do atual presidente do Atlético Paranaense, Mario Celso Petraglia, contra o ex-ocupante do cargo, Marcos Malucelli, por difamação em declarações dadas a dois veículos de comunicação de Curitiba. Uma audiência aconteceria na tarde desta quarta-feira (11) em Curitiba, mas o juiz Telmo Zaions Zainko considerou que a acusação formulada por Petraglia não era suficiente para que tivesse ocorrido crime por parte de Malucelli.

A queixa de crime por difamação feita por Petraglia ocorreu no último dia 04 de abril, no 3º Juizado Especial Criminal de Curitiba. A queixa do presidente se justificava por duas matérias publicadas durante o mês de fevereiro, na qual Malucelli criticava a atual administração do Atlético Paranaense.

 

Através do documento expedido na justiça, o juiz Zainko justificou a recusa no artigo 41 do Código de Processo Penal, que diz que diz:

 

“A denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando necessário, o rol das testemunhas”.

 

Este foi o trecho do processo em que o Ministério Público rejeita a ação:

 

“O Ministério Público, por sua vez, manifestou-se no sentido de que a preliminar de incompetência do Juizado não deve ser aceita,bem assim, que a queixa apresentada não atende aos requisitos exigidos no artigo 41 do Código de Processo Penal, pugnando pela sua rejeição.”

(Portal Banda B)

Deixe uma resposta