Paraná Extra

Justiça começa ouvir 98 réus em esquema de corrupção em Foz

A Justiça Federal de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, começou a ouvir hoje (5) os 98 réus da Operação Nipoti, um desdobramento da Operação Pecúlio.

A operação foi deflagrada pela Polícia Federal em dezembro de 2016 para apurar um suposto esquema de corrupção na Câmara Municipal de Foz do Iguaçu.

A ação penal trata ainda de um esquema de favorecimento de credores da prefeitura.

O primeiro a prestar depoimento foi o ex-secretário de Tecnologia da Informação, Melquizedeque Souza.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), a delação feita pelo ex-secretário apontou indícios de corrupção na Câmara de Vereadores e a Prefeitura de Foz do Iguaçu, o que levou à deflagração de duas novas fases da Operação Pecúlio, batizadas de Nipoti 1 e 2.

A maioria dos réus responde por crimes contra a lei de licitações, corrupção ativa e passiva e organização criminosa.

Para agosto, estão previstos 19 dias de interrogatórios e, para setembro, mais cinco dias.

(G1)

Deixe uma resposta